Grupo Não Recomendados se apresenta no Cena Contemporânea

Não recomendados quebra tabus e se apresenta neste sábado (2), no Cena Contemporânea

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/09/2017 12:00 / atualizado em 01/09/2017 12:16

Foto: Meduzza Produções

  

Daniel Chaudon, Caio Prado e Diego Moraes. Separados, lindas canções, participações em reality shows e álbuns gravados. Juntos, uma potência sonora contra a homofobia e os estereótipos de gênero. Com uma proposta de desconstrução e descontração, o grupo Não Recomendados traz ao Cena Contemporânea deste sábado (2), um espetáculo ousado. Bonito de ver e ouvir. O gênero musical, se puder ser definido, fica por conta do jazz com mpb.

 

O show é separado em dois atos. No primeiro, uma sequência de músicas de Chico Buarque, Gilberto Gil e Cássia Eller. No segundo ato, uma quebra na seriedade: o alter ego do trio, com trajes e codinomes femininos, entra em cena com uma dose de humor contra a intolerância. Um grito contra a opressão por meio de potentes vozes.

 

Daniel Chaudon, integrante do Não Recomendados, nascido em Brasília, conta que começou a tocar aqui na capital com o pai, que também é músico. O músico conta que está muito feliz em trazer o espetáculo para a cidade e define o Não Recomendados como mais que um show. “É um movimento que existe para questionar o mundo. A reação das pessoas é sempre muito positiva, porque esse momento serve para as pessoas se questionarem, despertarem um senso coletivo. É um show muito laboratorial, que nos leva a questionar padrões, rótulos e estereótipos da sociedade que limita a evolução do amor e da liberdade”, diz Daniel, que assume no show o papel de Carlota, a dissimulada da capital.

 

Confira, abaixo, a apresentação do grupo cantando O tempo não para, de Cazuza, e Não recomendado, música que dá nome ao trio. Ambas estão no repertório do show. 

 

 

“A música Não recomendado é um hino que chegaria a muitos ouvidos porque representa muita gente. É uma canção muito poderosa de resistência”, diz Daniel Chaudon, o integrante brasiliense do projeto. Em 2011, o trio começou a tocar em saraus no Rio se apropriando da música que daria nome e cara ao projeto. O grupo não tem um disco, mas Daniel afirma que estão pensando na possibilidade de materializar o projeto.

 

O espetáculo começa às 22h10 no Museu da República. O trio irreverente traz uma performance que é quase um show à parte. O figurino e a direção transformam o espetáculo em um encontro, como preferem chamar.

 

Foto: Meduzza Produções
 

O grupo está gravando o primeiro clipe oficial nesta sexta (1) e será lançado ainda neste mês na internet. Eles fizeram um vídeo mais experimental no início do ano: Avesso é uma composição da poeta Alice Ruiz, e ganhou um vídeo que foi recebido muito bem pelo público. O clipe oficial, no entanto, vai ser do single Não Recomendado. “Foi a música que nos uniu, que nos fez seguir esse movimento”, comenta Daniel.

 

Serviço

Cena Contemporânea

Show com Não Recomendados. Sábado (2), às 22h10. Entrada Franca. Classificação indicativa livre.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.