DJ Marlboro lança projeto de Ragafunk com participação de funkeiros

Com influência de outros ritmos, o funk ganha novas vertentes e resulta em trabalhos como o Ragafunk que traz nomes como os MCs Livinho, Kevinho e MC G15

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/09/2017 08:56 / atualizado em 04/09/2017 10:18

Sony Music/Divulgação

O carioca Fernando Luís Mattos da Matta, mais conhecido como DJ Marlboro, é um dos grandes nomes por trás do sucesso do funk no Brasil. É dele a produção e as batidas de hits como Cerol na mão, do Bonde do Tigrão, e Glamurosa, de MC Marcinho. Neste ano, Marlboro resolveu inovar e lançou na última sexta-feira o projeto Ragafunk.

A proposta é apresentar canções inéditas e algumas regravações com uma batida que una o funk do Rio de Janeiro com influências de ritmos como ragga (variação da música eletrônica e do dancehall), reggae, kuduro e reggaeton, o estilo que invadiu a música brasileira e internacional desde o ano passado.

A estreia do projeto ocorreu com o lançamento das faixas Esse dom e Piriguete. A primeira é uma parceria com MC Livinho, nome da nova geração funkeira e que tem como principal hit a faixa Fazer falta. A segunda música é uma nova versão de Piriguete, canção lançada originalmente em 2011 por MC Papo. O projeto terá ainda MC Kevinho, MC G15, MC Maromba e Bonde R300, com faixas lançadas nos serviços de streaming quinzenalmente.
 
 
 
Marlboro está inovando ao lançar o raggafunk, mas o estilo musical criado nas favelas do Rio de Janeiro apresenta outras variações que foram surgindo ao longo dos anos. Uma das mais famosas é o funk melody, que ficou consagrado pela dupla Claudinho e Buchecha e serviu como porta de abertura para as carreiras de Naldo, Anitta e Lexa. O subgênero do funk surgiu no início dos anos 1990 inspirado no miami bass e com letras que fugiam do proibidão, com o amor como principal temática.

O eletrofunk é outra batida que nasceu da mistura de mais de um ritmo. O estilo não fez tanto sucesso pelo Brasil afora, no entanto, tem espaço garantido nos bailes do RJ. A vertente bebe da fonte da Jovem Guarda, do tecnopop e das sonoridades eletrônicas dos Estados Unidos

Momento bom do funk
A Sony Music é a responsável pelo projeto do DJ Marlboro intitulado de Ragafunk. Mas não é a única gravadora aproveitando o bom momento do funk no Brasil. A Universal Music anunciou neste ano o projeto Funk hits, em que divulga clipes no canal oficial do VeVo com novos talentos do ritmo. Entre os nomes, destaque para Jojo Maronttinni, a Jojo Todynho, que lançou Sentada diferente.
 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.