Noélia Ribeiro lança nesta terça-feira o livro de poemas 'Espevitada'

'Espevitada' é o último da trilogia iniciada há oito anos com 'Atarantada' e o lançamento acontece no tradicional Bar Beirute (109 sul)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/10/2017 09:59 / atualizado em 03/10/2017 16:08

Marcelo Ferreira/CB/D.A Press

Em 2009, Noélia Ribeiro lançava Atarantada, primeiro livro da trilogia que seguiu com Escalafobética em 2015, e encerra nesta terça (3/10), com Espevitada. Em seus poemas, a autora busca dialogar com o próprio cotidiano de maneira simples, tornando a leitura possível a todos aqueles em busca do sentimento poético que acompanha os dias. O primeiro livro do projeto mostra uma poeta mais sentimental e em plena inspiração amorosa. No segundo, Noélia revela uma faceta mais melancólica e sombria, resultado da transição de vida entre a moça dos primeiros versos e a mulher escritora. No último da trilogia, se destaca um apetite maior por desbravar novos temas, que mostram a junção de amor, política, infância, saudades, memórias, pessoas e lugares.

O lançamento no Beirute ocorre com a participação do grupo Liga Tripa, que faz a trilha sonora e desperta em Noélia uma sensação de saudade e celebração. “Eu frequentava o Beirute desde novinha, morei na 109 Norte e o Liga Tripa tocou lá por muitos anos. É como relembrar um tempo maravilhoso e cheio de efervescência cultural em Brasília”, conta a autora. O lançamento do primeiro livro foi no extinto Café da Rua 8, e o segundo, no Martinica, outros pontos reconhecidos pela boa atividade cultural na cidade.

Os poemas de Espevitada são todos atuais, criados ao longo dos últimos três anos e Noélia conta que a maior mudança para sua escrita atual decorre  da quantidade de leituras e da inspiração entre as páginas de tantos autores que conheceu. Para o processo de escrita, brincar com as palavras continua sendo o ponto essencial, além da inspiração cotidiana. “Sou muito observadora e adoro me inspirar em gente. Muitas vezes escrevo a partir de alguma sensação que tive, algo que vivi ou observei no outro. Às vezes, a inspiração vem apenas de uma palavra interessante, que ganha vida no papel”, conta a poeta.

A relação com os leitores e o diálogo com quem lê e acompanha sua obra é um incentivo constante para as novas produções. A cada novo poema, Noélia troca olhares, diálogos e percepções com quem busca a autora para falar de algum escrito. “Recebo muito retorno de gente que se identifica com os poemas. Minha matéria prima são as pessoas, adoro ouvir as histórias, me inspirar em gente”.

Foi pensando nessa relação que a autora decidiu que o título do livro seria criado de maneira coletiva. Noélia lançou na internet uma pesquisa para pedir sugestões, encontrar inspirações e receber novas palavras. Espevitada foi a sugestão de dois de seus leitores, que receberão o livro de presente.  O livro se caracteriza por sua variedade de temas entre os poemas, mostrando que a poeta não teme se arriscar entre a amplitude das palavras. “Busquei manter também a simplicidade, sem usar palavras muito rebuscadas. Gosto de dialogar com gente de todos os tipos, com palavras que todos se identifiquem e entendam”, declara.

A poesia é para a poeta como um remédio para tudo, com grande poder de transformação. “A poesia está tão dentro de mim que eu sou ela e ela sou eu”. Noélia busca, com a escrita, transformar o cotidiano em poesia, de maneira que a escrita a transforma em alguém melhor e chegue desta maneira, inspiradora, incisiva e transformadora, aos leitores.

Divulgação/Penalux


Espevitada
De Noélia Ribeiro/Editora Penalux. páginas: 102.  Preço: R$ 35. Lançamento, nesta terça (3/10), no Bar Beirute (109 Sul), a partir das 18h.
Participação especial: Liga Tripa



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.