Atriz de 'The Good Wife' acusa Steven Seagal de assédio

'Não sei como eu escapei daquele quarto', ela disse

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/11/2017 09:53

CBS/YouTube/Reprodução

A atriz e produtora-executiva da série The good wife (2009-2016, CBS), Julianna Margulies, de 51 anos, afirmou à revista norte-americana The Hollywood Reporter ter sido assediada sexualmente pelo ator Steven Seagal, de 65 anos, um dos nomes mais conhecidos da indústria cinematográfica de Hollywood. O episódio, ela afirmou, ocorreu quando tinha 23 anos e era inexperiente na carreira. "Não fui estuprada e nunca me machucaram. Não sei como consegui escapar daquele quarto de hotel", disse. 

A artista compareceu a um encontro a sós com Seagal no meio da noite marcado por uma diretora de elenco, ela contou. O ator, na versão de Margulies, estava sozinho e fez questão de lhe mostrar uma arma. "Eu nunca tinha visto uma arma de verdade antes", narrou a atriz. De acordo com ela, a experiência serviu para evitar, anos depois, a abordagem do produtor Harvey Winstein, alvo recentemente de inúmeras acusações de assédio sexual feitas por mulheres com quem trabalhou. "Eu me recusei a me encontrar com Weinstein quando uma assistente dele me disse que 'provavelmente eu teria um teste de cena'", rememorou. A atriz não ficou com o papel.

As declações de Julianna ampliam a onda de denúncias de assédio sexual feitas por homens e mulheres contra atores, diretores e produtores famosos do cinema. As queixas sobre o comportamento de Winstein levou o produtor a ser demitido da própria empresa e expulso do sindicato da categoria. 

O ator Kevin Spacey, acusado de abusar até de meninos menores de idade, foi afastado do seriado House of cards pela Netflix e teve interrompido o projeto de exibição do filme Gore pelo serviço de streaming. A plataforma anunciou como última a sexta temporada, prevista para 2018, mas interrompeu as gravações da série recém-iniciadas na semana passada depois de virem à tona as alegações contra o protagonista. 

O ator Dustin Hoffman também foi acusado de molestar atrizes, assim como o diretor do filme Cinema Paradiso, Giuseppe Tornatore, filme premiado com um Oscar em 1990. Spacey se desculpou pela investida contra Anthony Rapp quando a vítima tinha 14 anos (hoje ele é ator de Star Trek: Discovery, da Netflix) e se assumiu publicamente gay. Hoffman, Seagal e Giuseppe negaram as acusações.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.