Cantor de jazz Jon Hendricks morre aos 96 anos

O artista, conhecido como o poeta do jazz, morreu em Nova York

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/11/2017 14:05 / atualizado em 24/11/2017 14:14

Internet/Reprodução

 

Comparado a James Joyce e conhecido como o poeta do jazz, Jon Hendricks morreu aos 96 anos em Manhattan, em Nova York. Sem causa revelada, a família informou a morte ao The New York Times.

 

O portal DownBeat publicou que Jon foi um dos nomes mais importantes para o jazz. O trompetista Wynton Marsalis também prestou homenagem ao colega no Facebook publicando imagens de uma orquestra em que tocou ao lado de Hendricks em 1997.

 

 

 

Carreira de Jon Hendricks

Jon Hendricks ficou famoso com o trio Hendrick, Lambert & Ross entre os anos 1950 e 1960 e se destacou por conseguir incluir neologismos em composições complexas e criar improvisos bem-sucedidos.

 

Ele inovou ao compor letras para músicas, até então, exclusivamente instrumentais, como Along came Betty, o que o garantiu posto de um dos pioneiros do gênero de jazz que utiliza letra elaborada para incluir a um solo instrumental.

 

Em 1985, o álbum lançado pelo artista em colaboração com colegas do grupo The Manhattan Transfer foi batizado, inclusive, com o nome do gênero musical, Vocalese, e ganhou sete Grammys. 

 

A trajetória musical de Hendricks começou, porém, muito antes. A mãe era líder do coral da igreja e ele começou a cantar aos 7 anos. Aos 10, ele já era considerado uma celebridade na cidade natal, Newark, em Ohio. 

 

Na adolescência cantou ao lado de Art Tatum, hoje um dos pianistas mais famosos do cenário musical do jazz e, depois de servir na Segunda Guerra Muncial e iniciar estudos em direito, recebeu um convite de Charlie Bird Parker.

 

O famoso saxofonista o convidou para ir a Nova York, onde Hendricks se reuniu com os dois outros músicos, Dave Lambertand e Annie Ross, que então compuseram o trio. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.