Publicidade

Estado de Minas

Estreia: 'Jumanji - Bem-vindo à selva' chega às telonas com novidades

Após mais de 20 anos, os fãs voltam a ver 'Jumanji - Bem-vindo à selva', que pretende continuar a história do primeiro filme


postado em 04/01/2018 08:42 / atualizado em 04/01/2018 09:04

Cena da versão atual de Jumanji - Bem-vindo à selva: mudança na maneira de interação com os espectadores(foto: Divulgação)
Cena da versão atual de Jumanji - Bem-vindo à selva: mudança na maneira de interação com os espectadores (foto: Divulgação)
 
Os fãs de Jumanji não têm do que reclamar neste início de ano. A grande aposta nas estreias desta semana é Jumanji — Bem-vindo à selva. O elenco conta com Dwayne Johnson, Jack Black, Kevin Hart e Karen Gillan, que vivem os atuais jogadores do game. A escolha dos produtores foi fazer um filme que seria uma continuação do Jumanji de 1996, em vez de uma reboot ou remake, como era a proposta inicial.

A nova produção incorporou algumas mudanças interessantes. O primeiro destaque é o jogo, que deixa de ser o charmoso tabuleiro para dar lugar a um videogame com ar vintage. Outra mudança está na forma que os personagens interagem com o jogo. Após escolher seus avatares, os jovens protagonistas são transportados para dentro do universo do Jumanji, onde vivem as aventuras típicas dos jogos digitais dos anos 1990, com fases, missões especiais e habilidades particulares para cada avatar.

O grupo preso na floresta é composto por quatro jovens, todos devidamente encaixados em estereótipos adolescentes americanos: o nerd, o astro dos esportes, a patricinha e a estudiosa. A sacada são os avatares, que parecem se opor às características preestabelecidas em um primeiro momento. Como, por exemplo, entre as garotas: a jovem estudiosa se torna uma mulher sexy ao estilo Tomb Raider; já a bela patricinha ganha a forma do avatar vivido por Jack Black.
Colorido e bem-humorado, Jumanji — Bem-vindo à selva é uma produção que pretende arrancar boas risadas do público, mas a aventura também promete estar presente no filme, assim como na obra original. Para os fãs de jogos, vale destacar que o longa trabalha bem as características desse universo. Um exemplo é que cada avatar do jogo possui habilidades específicas — que devem ser descobertas, assim como nos jogos, aos poucos. Outro ponto que lembra os games são os cenários, que mudam de acordo com a evolução dos personagens, caracterizando as fases dos videogames.

Cena do longa 'Jumanji', de 1995(foto: Divulgação)
Cena do longa 'Jumanji', de 1995 (foto: Divulgação)
 

Saudade

Uma das grandes perdas no mundo da arte é a do astro Robin Willians, que faleceu em agosto de 2014. A notícia da produção do novo longa sobre a história de Jumanji não foi bem recebida pelo público — que cresceu com o filme e o transformou em uma espécie de clássico moderno. Na história original, Robin Willians é um rapaz que acaba preso dentro de um jogo de tabuleiro — O Jumanji — após jogar com uma amiga.


Décadas após o ocorrido, duas novas crianças encontram o jogo e acabam libertando Robin Willians. Cheio de consequências para o mundo “real”, o jogo transporta parte do seu universo para a cidade das crianças, que se deparam com criaturas assustadoras. A missão: terminar o jogo e acabar com o caos que se instalou em Bratford, New Hampshire.

Curiosidades da selva

» As cenas que aparecem na selva no novo filme foram rodadas no Havaí.

» Originalmente, o personagem de Nick Jonas, Seaplane McDonough, seria vivido por Tom Holland, mas, devido às filmagens de Homem-Aranha, ele teve que desistir do papel.

» Não é a primeira vez que o público vê Van Pelt. No longa original o personagem era um caçador, vivido por Jonathan Hyde. Agora ele aparece como um vilão capaz de controlar os animais, interpretado por Bobby Carnnavale.

» Assim como na primeira produção a cidade onde os acontecimentos do longa acontecem é a mesma: Bratford, New Hampshire.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade