Publicidade

Estado de Minas

Festival Internacional de Cinema de Animação de Annecy abre inscrições

A 42ª edição do festival será de 11 a 16 de junho e prestará homenagem a animações brasileiras


postado em 29/01/2018 13:40 / atualizado em 29/01/2018 13:40

O longa-metragem 'Uma história de amor e fúria' ganhou o festival em 2013(foto: Europa Filmes/Divulgação)
O longa-metragem 'Uma história de amor e fúria' ganhou o festival em 2013 (foto: Europa Filmes/Divulgação)

 
O festival de Annecy, considerado o mais importante do mundo, recebrá inscrições de animações em curta ou longa-metragem. Os interessados têm até 15 de fevereiro para incluir filmes na lista de candidatos. As animações de longa-metragem têm prazo de inscrição estendido até 15 de março. Também é possível apresentar projetos no festival. São aceitos projetos de curtas e longas-metragens, séries, especiais para tevê e projetos transmídia. As inscrições vão até 5 de fevereiro. A 42ª edição do festival será de 11 a 16 de junho, na cidade fracesa de Annecy.

Para realizar a inscrição do filme, é preciso enviar um link protegido por senha para que o filme possa ser visto. Uma sinopse do filme, em inglês ou francês, também deve constar na ficha, juntamente a uma breve filmografia do diretor. São aceitos, além de curtas e longas-metragens, videoclipes, vídeos publicitários e estudantis. As animações não podem ter participado de edições anteriores do festival. 

Os projetos e filmes que forem selecionados para o festival podem pedir apoio à Agência Nacional do Cinema (Ancine). Isso porque o festival de Annecy é parte do Programa de Apoio à Participação Brasileira em Festivais, Laboratórios e Workshops Internacionais. 

O Festival Internacional de Cinema de Animação de Annecy deste ano vai homenagear a produção brasileira. Uma nota publicada no site do festival lembrou de participações marcantes de brasileiros no festival. Rio 2096: Uma história de amor e fúria (2013), de Luiz Bolognesi, e O menino e o mundo (2013), de Alê Abreu, foram citados pelas vitórias em 2013 e 2014, respectivamente. O curta Guida (2014), de Rosana Urbes, também foi lembrado pelo prêmio Jean Luc-Xiberras e pela menção honrosa pela Federação Internacional de Críticos de Cinema. 

O regulamento do festival pode ser acessado pelo site da Ancine.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade