Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Marcas do governo federal e da CEF serão diminuídas na publicidade do FGTS A decisão foi tomada pelo Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço

Agência Brasil

Publicação: 11/12/2013 20:18 Atualização:

As marcas do governo federal e da Caixa Econômica Federal terão suas dimensões reduzidas nas propagandas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A decisão foi tomada hoje (11) pelo Conselho Curador do FGTS, que se reuniu em Brasília.

De acordo com o conselho, a redução dos símbolos oficiais nas inserções na mídia e na publicação de cartazes e panfletos tem como objetivo deixar claro que, apesar de financiar programas federais, como obras de saneamento e o Minha Casa, Minha Vida, o FGTS é composto por recursos privados. O fundo é abastecido pelas contribuições dos empregadores, que pagam 8% do salário de cada trabalhador.

Composto por representantes dos trabalhadores, dos empregadores e do próprio governo, o Conselho Curador do FGTS aprovou a destinação da verba de R$ 20 milhões para as ações publicitárias do fundo e as diretrizes para as peças. As campanhas deixarão de passar pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República e agora precisarão ser aprovadas pelo próprio conselho.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.