Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Municípios mais ricos retêm 25% do PIB, mas concentração começa a diminuir O estudo aponta que essas mesmas seis cidades lideram o rol das mais ricas do país desde o início da série histórica, em 1999

Simone Kafruni

Publicação: 18/12/2013 08:30 Atualização:

Não é só entre os estratos sociais que a riqueza do Brasil é concentrada em pequenos grupos. Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que, de quase 5.570 municípios, apenas três cidades - São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília - retêm um quinto (20,6%) do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. Quando considerados as seis mais bem colocadas no ranking, o que inclui Curitiba, Belo Horizonte e Manaus, respectivamente, o acúmulo chega a 25% - elas reúnem também 13,7% da população brasileira.

Leia mais notícias em Economia

Divulgado na terça-feira (17/12), o estudo Produto Interno Bruto (PIB) dos Municípios 2011 aponta que essas mesmas seis cidades lideram o rol das mais ricas do país desde o início da série histórica, em 1999. A ordem de importância, por sua vez, permanece igual desde 2008. De acordo Sheila Zani, gerente do levantamento, são poucas as mudanças no quadro de participação do PIB, mas houve uma ligeira redução na concentração. “O peso das capitais no início da série era de 38%. Em 2011, caiu para 33,7%”, explicou.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.