Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

FED anuncia redução de estímulos à economia norte-americana Enfim, o Federal Reserve anuncia a redução dos estímulos à economia dos EUA. Mas, como o processo será gradual, governos e mercados comemoram. BC do Brasil venderá ao menos US$ 24 bi nos primeiros seis meses de 2014 para conter a alta do dólar

Simone Kafruni

Victor Martins

Deco Bancillon

Publicação: 19/12/2013 08:25 Atualização:

Com a recuperação — ainda que gradual — dos Estados Unidos, o Federal Reserve (Fed), o Banco Central norte-americano, anunciou nessa quarta-feira (19/12) o que o mundo inteiro aguardava aflito: o início do corte de estímulos à maior economia do planeta. Em janeiro do próximo ano, os US$ 85 bilhões mensais injetados na economia serão reduzidos para US$ 75 bilhões e, até o fim de 2014, haverá diminuição gradual do incentivo. O presidente da instituição, Ben Bernanke, não se comprometeu em manter a diminuição do incentivo em US$ 10 bilhões por vez nem assegurou que a medida será tomada a cada reunião do banco.

Leia mais notícias em Economia

Tão logo o Fed detalhou as regras do jogo, o Banco Central brasileiro anunciou que, em reação ao corte de estímulos, despejará pelo menos US$ 24 bilhões no mercado de câmbio entre janeiro e junho de 2014. O objetivo será conter uma arrancada mais forte do dólar e, por tabela, evitar a disparada da inflação. O BC informou que serão realizados leilões de swap cambial, de segunda a sexta-feira, no valor de US$ 200 milhões por dia, volume inferior aos US$ 500 milhões diários deste ano. A oferta de linhas de crédito em dólar, feita atualmente todas as sextas-feiras, só ocorrerá, nos primeiros seis meses do ano que vem se houver demanda. A instituição ainda deixou aberta a possibilidade de vender reservas cambiais do país, que totalizam US$ 376 bilhões, em momentos de maior turbulência e de escassez brutal de moeda estrangeira.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.