Economia
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Conab estima produção de 46 a 50 milhões de sacas de café em 2014 A safra anterior registrou 49,1 milhões de sacas. Minas Gerais foi responsável por 55,1% da produção nacional, seguida pelo Espírito Santo, com 24,8%

Agência Brasil

Publicação: 09/01/2014 14:40 Atualização:

A produção nacional de café (arábica e conilon) deve ficar entre 46,5 milhões a 50,1 milhões de sacas de 60 quilos já beneficiadas, informou nesta quinta-feira (9/1) a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), ao divulgar 1º Levantamento da Safra 2014, feito entre os dias 1º e 14 de dezembro de 2013.

A safra anterior registrou 49,1 milhões de sacas. Minas Gerais foi responsável por 55,1% da produção nacional, seguida pelo Espírito Santo, com 24,8%.

A Conab informou ainda que a maior redução foi observada no café arábica, com queda entre 2% a 8,4%. A diminuição, constataram os técnicos da Conab, pode ser observada devido a uma menor área plantada, reflexo do preço da cultura para o produtor, além da inversão da bienalidade (prática que se caracteriza por safras altas alternadas com baixas) em algumas regiões, como na Zona da Mata mineira, e as adversidades climáticas, como a geada que atingiu o Paraná em 2013.

Já o tipo conilon apresentou aumento entre 5,5% e 16,2% em função da recuperação da produtividade. Na safra anterior, a produção sofreu prejuízos devido à forte estiagem ocorrida no Espírito Santo.

Leia mais notícias em Economia

Estimada entre 35 milhões e 37,5 milhões de sacas, a produção de café arábica corresponde a 75,1% do volume total produzido no país, e tem como maior produtor o estado de Minas Gerais, com volume variando entre 25,6 milhões e 27,1 milhões de sacas. No caso do conilon, são 11,5 milhões a 12,6 milhões de sacas, que representam 24,9% do total nacional. O maior produtor é o Espírito Santo, com de 8,6 milhões a 9,5 milhões de sacas.

No país, o plantio do café deverá ocupar uma área total de 1,96 milhão de hectares, 3% inferior à safra passada, com uma redução de 61,04 mil hectares. Minas Gerais concentra a maior área plantada, com 1,01 milhão de hectares, predominando a espécie arábica, com 98,9% do total no estado, correspondente a 54,3% da área cultivada no país.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: José A. S. Neto
Ah, se nossos industriários tivessem a competência dos nossos agricultores e pecuaristas ! Certamente estaríamos na cabeça do rol de maiores países economicamente falando. Mas parece que isso é pedir demais. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas