publicidade

Fundador da Grendene entra em ranking mundial de bilionários

Segundo o levantamento da Revista Forbes, o fundador, Alexandre Grendene Bartelle, possui um patrimônio de US$ 1,4 bilhão.

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 13/01/2014 16:15

Diário de Pernambuco

O Brasil voltou a figurar na lista dos empresários mais ricos do mundo. De acordo com a mais recente atualização do ranking da Revista Forbes, o empresário Alexandre Grendene Bartelle, um dos fundadores da Grendene em 1971 com Pedro Grendene Bartelle, na cidade de Farroupilha (RS), é mais novo bilionário a ingressar na seleta lista. Segundo o levantamento da revista, Alexandre possui um patrimônio de US$ 1,4 bilhão.

A fortuna de Alexandre, na avaliação da revista, não se restringe apenas à marca de calçados, da qual possui uma participação de 41%. O empresário também possui, de acordo com a análise, 40% da fabricante de móveis, além de participação em hotéis, cassinos fora do Brasil e na produção de açúcar. A notícia foi publicada na edição desta segunda-feira (13) no portal Infomoney.

Leia mais notícias em Economia

A Forbes destaca em seu relatório que a Grendene tem muito a agradecer à topmodel Gisele Büdchen, já que as sandálias Ipanema, que tem como garota propaganda a modelo, respondem por 60% das exportações e US$ 250 milhões da companhia em 2013. Para os analistas, a notoriedade da supermodelo foi um ponto essencial para atingir clientes de maior renda tanto no Brasil quanto no exterior.

Apesar do sucesso do empresário, Alexandre Grendene deixou o cargo de diretor da Grendene em maio do ano passado como parte de um processo de maior profissionalização da companhia. Em entrevista à Forbes, Grendene Bartelle não comentou sobre o seu patrimônio, mas destacou que o seu portfólio é amplo, destacando que também tem investimentos em títulos e ações.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade