Economia
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Muhammad Yunus quer combater o desemprego de jovens na Espanha A empresa social, um conceito desenvolvido por Yunus há anos, tem por objetivo resolver um problema concreto (saúde pública, meio ambiente) sem gerar perdas nem ganhos

France Presse

Publicação: 25/01/2014 20:22 Atualização:

Davos - Muhammad Yunus, pai do microcrédito e prêmio Nobel da Paz, quer desenvolver seu modelo de empresa social na Espanha e outros países europeus para combater o desemprego entre os jovens, disse ele à AFP neste sábado em Davos.

A empresa social, um conceito desenvolvido por Yunus há anos, tem por objetivo resolver um problema concreto (saúde pública, meio ambiente) sem gerar perdas nem ganhos.

Yunus explicou durante o Fórum Econômico Mundial que "este ano um dos problemas que estou abordando em particular em Davos é o desemprego na Europa". O "banqueiro dos pobres" de Bangladesh considera "inaceitável que jovens ativos e capazes" estejam desempregados. "A empresa social pode resolver isso. Podemos nos ocupar com esta gente que não tem trabalho e transformá-los em empresários", acrescentou.



Muhammad Yunus disse que está disposto a investir na Espanha, França e Itália por meio da Yunus Social Business, a empresa que criou para arrecadar fundos e assessorar, que é em si mesma uma empresa social.

Leia mais notícias em Economia

O fundador da Grameen Bank, a empresa de microcrédito, disse que quer lançar seu projeto na Europa com um orçamento inicial de cinco milhões de euros.

Yunus explicou que se reuniu em Davos com inúmeras personalidades políticas e empresariais, sem citar nomes. De Bangladesh, Yunus exportou seu modelo de empresa social ao Haiti, Colômbia, Brasil, México, Albania e Tunísia.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Silvio Rohden
Iniciativas assim poderão ajudar a mudar muitas realidades tristes, especialmente onde os organismos já presentes se omitem em ter um olhar mais abrangente, e que realmente possa fazer a diferença, sem contanto querer tão somente colher os louros para expô-los em tom bajulador e sórdido, mas simples. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas