Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Devolução de cheques sem fundos aumenta 2,11% em janeiro, aponta Serasa O levantamento mostra que no primeiro mês de 2014 foram devolvidos 1.380.144 cheques e 65.446.235, compensados

Agência Brasil

Publicação: 18/02/2014 10:00 Atualização:

O número de cheques sem fundos em janeiro aumentou 2,11%, na comparação com o mês anterior, aponta pesquisa da empresa de consultoria Serasa Experian. O resultado é o maior para o período desde 2010. O levantamento mostra que no primeiro mês de 2014 foram devolvidos 1.380.144 cheques e 65.446.235, compensados. Em relação a janeiro do ano passado, também houve acréscimo de 2,02%.

Os economistas da Serasa Experian avaliam que o aumento da inadimplência é reflexo da dificuldade do consumidor em honrar compromissos típicos desse mês, como festas do final de ano, férias e IPVA. A alta das taxas de juros também é um fator de influência no resultado. Na análise regional, o maior avanço ocorreu na Região Norte, com alta de 4,39%. O Nordeste (3,95%) e o Centro-Oeste (3,02%) também ficaram acima da média do país. As regiões Sul (2,06%) e Sudeste (1,65%), por sua vez, apresentaram taxas inferiores.

Leia mais notícias em Economia

Roraima lidera o ranking entre os estados, com aumento de 12,27% nas devoluções de cheques em janeiro. Em seguida, estão os estados do Acre e de Sergipe, com 10,82% e 10,38%, respectivamente. Em sentido inverso, o estado do Amazonas, registrou o menor percentual (1,27%). Outros sete estados ficaram abaixo da média nacional: Paraná (2,09%), Minas Gerais (1,98%), Santa Catarina (1,95%), Mato Grosso Sul (1,69%), Rio de Janeiro (1,57%) e São Paulo (1,51%).

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas