publicidade

EUA: Tesouro diz que Rússia não poderá ficar no G8 se intervir na Ucrânia

O secretário de Estado americano, John Kerry, afirmou que Moscou corre o risco de "isolamento econômico" e de sofrer "sanções internacionais"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 05/03/2014 15:35

France Presse

O secretário do Tesouro americano, Jacob Lew, afirmou nesta quarta-feira (5/3)ante o Congresso que a Rússia não poderá permanecer no Grupo dos 8 países desenvolvidos se mantiver sua política em relação à Ucrânia. No domingo passado (2/3), o secretário de Estado americano, John Kerry, fez a mesma advertência.

Segundo Kerry, a Rússia poderá perder seu lugar na mesa das grandes potências se continuar com sua "invasão da Crimeia", península do sul da Ucrânia.

O secretário fez a advertência nos programas matinais das grandes redes de TV americanas, e afirmou que Moscou corre o risco de "isolamento econômico" e de sofrer "sanções internacionais" se não retirar suas tropas da Crimeia.

Leia mais notícias em Economia

O presidente russo, Vladimir Putin, "poderá não ter seu lugar na reunião de cúpula do G8, em Sochi. Poderá, inclusive, não continuar no G8 se esta situação prosseguir, ameaçou o responsável pela diplomacia americana, em entrevista à rede NBC.

"Há um preço alto a pagar. Os Estados Unidos estão unidos, a Rússia está isolada. Esta não é uma posição de força", advertiu Kerry no programa Meet the Press, da rede NBC.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade