publicidade

Vendas no setor automotivo crescem 6,69% no primeiro bimestre do ano

O levantamento foi feito pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 06/03/2014 09:54

Agência Brasil

As vendas no setor automotivo cresceram 6,69% no primeiro bimestre deste ano, aponta levantamento da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). A entidade contabilizou os emplacamentos de automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas e implementos rodoviários, o que revelou um salto na comparação com o mesmo período de 2013. Foram comercializadas 853.087 unidades nos dois primeiros meses deste ano ante 799.566 em janeiro e fevereiro de 2013.

O setor também apresentou alta de 12,73% na comparação com fevereiro do ano passado, quando foram emplacados 348.773. No último mês, as vendas chegaram a 393.159 veículos. Em relação a janeiro (459.928 unidades), no entanto, houve queda de 14,52% nas vendas. Segundo a federação, o resultado revela movimento de antecipação das compras para janeiro, pois ainda havia estoque de veículos com redução maior do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

Leia mais notícias em Economia

Na comparação com janeiro, o segmento de automóveis e comerciais leves teve queda de 17,95%. Em relação a fevereiro de 2013 foi registrado crescimento de 10,55%. O mesmo ocorreu com os demais segmentos. Os emplacamentos de caminhões e ônibus recuaram 3,37% na comparação entre janeiro e fevereiro deste ano, mas cresceu 4,87% na análise anual.

As vendas de motos também apresentaram decréscimo, com variação negativa de 10,59% em relação a janeiro. Houve avanço de 17,28%, no entanto, em comparação com o mesmo período do ano passado. Os implementos rodoviários registraram queda de 2,75% entre os dois primeiros meses de 2014, mas registra alta de 8,18% na comparação com fevereiro de 2013.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade