Economia
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Tesouro resgata R$ 2 bilhões do BNDES para superavit primário de fevereiro No entanto, o Tesouro Nacional informou que a operação está vinculada ao repasse de parte do lucro de R$ 8,15 bilhões

Agência Brasil

Publicação: 07/03/2014 10:00 Atualização:

O Tesouro Nacional poderá usar R$ 2 bilhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para reforçar o caixa em fevereiro. Portaria publicada nessa quinta-feira (6/3), no Diário Oficial da União, autoriza o resgate da quantia em títulos públicos em poder do banco de fomento.

A operação será retroativa a fevereiro, o que permitirá que os recursos sejam registrados como receita e aumentem o superavit primário – economia para pagar os juros da dívida pública – do segundo mês do ano. Somente no fim de março, o Tesouro Nacional divulgará os resultados de fevereiro. De acordo com o texto da portaria, os R$ 2 bilhões em títulos públicos serão resgatados como antecipação de lucros. No entanto, o Tesouro Nacional informou que a operação está vinculada ao repasse de parte do lucro de R$ 8,15 bilhões, obtido pelo banco no ano passado. Parcela dos lucros que as empresas repassam aos acionistas - os dividendos, no caso das estatais - são transferidos ao Tesouro, que é o maior acionista desse tipo de empresa.

Leia mais notícias em Economia

No ano passado, o Tesouro recebeu R$ 17,141 bilhões em dividendos de empresas estatais. Do total, o BNDES contribuiu com a maior parte, R$ 6,999 bilhões – 40,8% do total. Para 2014, o governo prevê receber R$ 24 bilhões em dividendos de estatais. Neste ano, a meta de superávit primário do Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) corresponde a R$ 80,8 bilhões. Os estados e municípios terão de economizar mais R$ 18,2 bilhões, totalizando R$ 99 bilhões. Em janeiro, o esforço fiscal totalizou R$ 12,954 bilhões, 34% a menos que no mesmo mês do ano passado.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Alex Oliveira
Se eu consegui entender, o Tesouro repassa dinheiro ao BNDES, que não conta como despesa, embora aumente a dívida pública, o BNDES empresta este dinheiro "de graça" a juros módicos que geram um lucro óbvio, então o lucro volta para o tesouro como dividendos e num passe de mágica vira receita. Ah tá. | Denuncie |

Autor: andre afm
Gostaria de saber onde o BNDES arruma tanto dinheiro assim? Pelo que sei dinheiro não dá em árvore. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas