Economia
  • (7) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Anatel faz levantamento do número de celulares piratas em todo o país A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou que os aparelhos sem certificação deixarão de ser habilitados pelas operadores do serviço

Agência Brasil

Publicação: 17/03/2014 15:19 Atualização:

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) começou nesta segunda-feira (17/3) a fazer um diagnóstico dos celulares piratas - sem homologação - que operam no país. A ideia é que, após a análise, sejam anunciadas medidas para que só permaneçam os celulares regulamentados, bem como o cronograma para retirada dos aparelhos irregulares.

Não há prazo definido para que a Anatel conclua o levantamento dos aparelhos piratas. Futuramente, os aparelhos sem a certificação do órgão regulador deixarão de ser habilitados pelas operadores do serviço.

Em um primeiro momento, a medida valerá para novas habilitações e a expectativa é que os celulares em funcionamento, mas sem homologação, passem por um processo natural de substituição.

Leia mais notícias em Economia

A identificação do aparelho será feita pelas operadoras de telefonia no ato de ativação do acesso do usuário, quando é inserido um chip de celular para a utilização do telefone. Nesse momento, a prestadora faz a leitura de um número de série do terminal, conhecido como Imei. Se o aparelho não é homologado, não será habilitado.

A Anatel recomenda que os usuários só comprem aparelho com selo da agência, uma garantia de que o telefone segue as normas de segurança e de qualidade da regulamentação brasileira.

Esta matéria tem: (7) comentários

Autor: Eduardo Sousa
isso é absurdo, não poder usar um telefone importado, sendo que aqui no Brasil o custo é muito maior. | Denuncie |

Autor: Jucones Giraldi
Isso foi feito para atender o lobby das operadoras de telefone celular que estão perdendo receita na venda de celulares. Isso é certo. As agências reguladoras estão nas mãos da grandes empresas. | Denuncie |

Autor: Deusvaldo Araújo
Por que não usa também essa tecnologia para os aparelhos roubados? | Denuncie |

Autor: Gregório Ramos
Kk.. bem coisa de classe média.. dos EUA.. nao nao presta | Denuncie |

Autor: denis rio
A Anatel deveria se preocupar mais ainda com a industria do celular roubado e bloqueia-los. Você faz o BO, cancela o chip, pede para bloquear o IMEI do aparelho e amanha ele esta sendo vendido zerado na esquina ou na Feira dos Importados com chip a sua escolha grátis. Tenha santa paciência. Acorda! | Denuncie |

Autor: André Lago
O iPhone comprado nos EUA que não tem o "selo de qualidade da regulamentação brasileira" não presta? Me poupe! | Denuncie |

Autor: edson luna
o telefone nacional custa R$ 500,00 o mesmo importado custa R$ 150,00 | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas