Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Brasil tem muito que avançar em infraestrutura e mão de obra, diz Tombini Para ele, porém, o governo já tem investido para corrigir essas distorções

Deco Bancillon

Publicação: 18/03/2014 12:20 Atualização: 18/03/2014 12:27

A economia brasileira “tem muito que avançar” nas áreas de infraestrutura e na qualificação dos trabalhadores. A avaliação é do presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, que participou nesta terça-feira (18/03) de audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) no Senado Federal.

Em exposição de cerca de 30 minutos, o comandante da autoridade monetária disse que, “ao contrário de economias avançadas, que já contam com mão de obra qualificada e ampla infraestrutura, o Brasil tem muito que avançar nesses dois fatores”. Para Tombini, porém, o governo já tem investido para corrigir essas distorções. Ele citou, por exemplo, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e as concessões de projetos de infraestrutura ao setor privado.

“É importante deixar claro que o Brasil tem conduzido uma ampla agenda de reformas estruturais. Várias reformas que alguns países estão conduzindo agora nós já implementamos nos últimos anos”, disse Tombini, que emendou: “Quanto aos investimentos, temos um amplo programa de concessões”.

Leia mais notícias em Economia

Tombini disse que o crescimento econômico dos últimos anos foi baseado na absorção da mão de obra, situação que fez o Brasil “chegar perto de ter uma situação de pleno emprego”. Mas, para o presidente do BC, é preciso agora buscar outras formas de crescimento, já que a contribuição do emprego pode estar se esgotando. “Para o Brasil crescer a taxas mais altas é preciso estimular fontes alternativas de crescimento”, ele disse.

Uma pista, deixou a entender o comandante da autoridade monetária, é tornar o país mais eficiente, de forma a reduzir os custos de produção e alcançar um aproveitamento melhor da mão de obra. “Aumentar a produtividade e a competitividade é fundamental para que a indústria brasileira possa aproveitar o novo cenário de crescimento da economia internacional”, emendou Tombini.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas