Economia
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Em 3 anos de gestão Tombini, inflação nunca atingiu índice almejado de 4,5% Aumentos da taxa básica de juros não têm sido suficientes para conter a carestia, e mercado aposta em IPCA maior que 6% em 2014

Rosana Hessel

Publicação: 20/03/2014 06:02 Atualização:

Alexandre Tombini: o desgaste do presidente do BC  só não é pior que a do ministro Guido Mantega (Antonio Cruz/Agência Brasil)
Alexandre Tombini: o desgaste do presidente do BC só não é pior que a do ministro Guido Mantega


Apesar do tom enfático ao rebater as críticas de que o governo está sendo leniente com a inflação e de assegurar que o Brasil não está condenado a conviver com um custo de vida superior ao centro da meta, de 4,5%, definido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, ainda não conseguiu livrar o país da praga da carestia.

Leia mais notícias de Economia


 Desde que ele tomou posse, há 38 meses, as taxas que medem os reajustes têm se mantido próximo de 6% e, por 10 vezes, a inflação estourou o teto da meta de 6,5%. No momento mais favorável para os consumidores, em junho de 2012, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) cravou 4,92%. Mas não houve tempo para comemorar, devido ao forte encarecimento de produtos e serviços.

Não é à toa que o BC está enfrentando sérias dificuldades para pôr a inflação nos eixos. Mesmo tendo promovido, entre abril do ano passado e fevereiro deste ano, um dos maiores apertos monetários da história, com a taxa básica de juros (Selic) saltando de 7,25% para 10,75% ao ano, a carestia se mantém resistente e as expectativas futuras só pioram. Na média, os analistas ouvidos pela autoridade monetária apostam em um IPCA de 6,11% neste ano. Os mais pessimistas apontam para 6,43%, com a possibilidade de, nos próximos meses, a carestia estourar novamente o teto da meta.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Jucones Giraldi
Com a ingêrencia do PT e do governo, esse senhor NUNCA irá conseguir atingir essa meta. Publiquem hein? | Denuncie |

Autor: Raimunda Santos
Não tem que ter nenhum índice, pois por menor que seja só afeta o bolso do pobre que trabalha. Sim, pois existe uma penca de pobres pendurados nos Programas de Votos do Governo, chamados também de Programas Sociais. Dinheiro no Brasil não está comprando nem comida. Com a Copa então está pior. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas