Economia
  • (10) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Banco Central garante que não há bolha imobiliária no Brasil Estudo traz simulações de quedas de preços e seus respectivos impactos nos resultados financeiros dos bancos nacionais

Deco Bancillon

Publicação: 20/03/2014 13:15 Atualização:

Em meio às críticas acerca dos preços altos dos imóveis no Brasil, o Banco Central (BC) preparou estudo inédito que garante não existir qualquer sinal de bolha imobiliária no país. O material traz uma série de simulações de quedas de preços e seus respectivos impactos nos resultados financeiros dos bancos nacionais.

Mesmo no pior cenário traçado, que prevê redução abrupta de 33% no valor dos imóveis residenciais em apenas um dia, nenhuma instituição bancária – incluída a Caixa Econômica Federal, líder no segmento – chegaria à falência.

O número máximo de queda, de 33%, não foi escolhido à toa. “Esse percentual foi o mesmo verificado na bolha do subprime dos Estados Unidos, mas lá essa deterioração nos preços dos imóveis ocorreu entre abril de 2006 e maio de 2009. Aqui, no nosso teste, eles caíram 33% em um dia”, disse o diretor de Fiscalização do BC, Anthero Meirelles.

Leia mais notícias em Economia

Meirelles garantiu: "Não há bolha imobiliária no Brasil, e posso dizer isso com certeza", disse. "Não tem elementos que possam caracterizar essa bolha. Aqui os preços não sobem sem justificativa econômica. Aqui a gente não tem subprime (títulos podres de hipotecas dos EUA). Não tem segunda hipoteca praticamente nenhuma residência, e mais de 90% dos imóveis são para moradia", enumerou.

O diretor do BC lembrou que, no estudo preparado, mesmo no pior cenário traçado, nenhum banco brasileiro ficaria desenquadrada das regras de Basiléia 3.

O acordo de Basiléia é um conjunto de regras bancárias que impõe percentuais mínimos de garantias às instituições financeiras. A terceira fase desse acordo internacional tem implementação prevista para o fim em 2019. "No Brasil, se as regras já valessem hoje, apenas quatro de 135 bancos precisariam aumentar o capital para se adequar a essas regras", disse Meirelles.

Esta matéria tem: (10) comentários

Autor: Cidadão Kane
Os preços já estão estagnados. Para a bolha estourar só basta uma notícia da imprensa que os preços estão caindo, o que estão tentando evitar ao máximo | Denuncie |

Autor: Anilton Moccio
Mas já esta na hora de ter uma crise nesse setor, os preço do imóveis estão estratosféricos, e os materiais de construção acompanham. | Denuncie |

Autor: Adao Oliveira
Só não enxergam bolha imobiliária no Brasil quem não quer ver mesmo. Porque o mercado estar parado e os preços despencando. Os sinais de que a casa vai desabar já foram dado esperem a copa passar que vocês verão os imóveis derreterem em nível acelerados. | Denuncie |

Autor: Epaminondas Levis
Tá... vou ali e comprar 3 apartamentos para valorizarem 30% cada. kkk Me poupem dessa conversa fiada! Depois da copa só vamos ouvir o PLOC da bolha. | Denuncie |

Autor: wagner machado
Veja como e seguro, pra conseguir empréstimo basta você declarar imposto de renda no valor qualquer dizendo que autônomo e levar na caixa. Tem muita gente fazendo isso. Ai quando não conseguirem pagar vai disser o que? Fora a instabilidade emprego na INICIATIVA PRIVADA. | Denuncie |

Autor: wagner machado
O maior ERRO e comparar a BOLHA americana com a bolha brasileira. São totalmente diferentes. | Denuncie |

Autor: Cidadão Kane
Estudo com resultado encomendado para acalmar os bancos e corretores. Nunca que mais de 90% dos imóveis são para moradia. É só olhar nas vendas dos lançamentos de prédios onde tem gente que compra até 5 unidades | Denuncie |

Autor: Gerailson Souza
E se os "Quatro" forem exatamente os quatro maiores... valorização de imóveis superior a 20% ao ano é sustentável? | Denuncie |

Autor: MANUEL JUSTINO LOPES JUNIOR
uhum.. sei, não existe bolha.. sei que papai noel existe... | Denuncie |

Autor: João Neto
Foi a mesma coisa que as autoridades do Tesouro dos EUA disseram nos meses que antecederam a crise imobiliária naquele país, em 2007! O Banco Central estuda de forma tendenciosa, ao sabor daquilo que interessa o Governo! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas