publicidade

Royal Mail britânico planeja demitir cerca de 1.600 funcionários

O grupo também prevê a contratação ou promoção de 300 pessoas, o que resultará no corte líquido de 1.300 empregos, segundo um comunicado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 25/03/2014 11:46

France Presse

Londres - O serviço de correio britânico, o Royal Mail, anunciou nesta terça-feira (25/3) um plano para suprimir 1.600 postos de trabalho, poucos meses depois de sua privatização e da saída da Bolsa no fim do ano passado. O grupo também prevê a contratação ou promoção de 300 pessoas, o que resultará no corte líquido de 1.300 empregos, segundo um comunicado.

A proposta será apresentada aos sindicatos, segundo o Royal Mail, que tem 150 mil funcionários no Reino Unido. As demissões afetarão, em primeiro lugar, os executivos e, em menor medida, os serviços administrativos. O grupo afirma, no entanto, que não prejudicará os carteiros.

Leia mais notícias em Economia

O Royal Mail saiu da Bolsa em outubro como parte da maior privatização no Reino Unido desde a época de Margaret Thatcher e John Major, o que provocou a revolta dos sindicatos.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade