Economia
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Presidente Dilma ataca "conclusões precipitadas" sobre a economia Discurso foi resposta ao rebaixamento da nota de crédito do Brasil pela agência de classificação de risco Standard & Poor´s

Publicação: 29/03/2014 20:47 Atualização: 29/03/2014 21:00

 (Blog do Planalto)

O rebaixamento do Brasil pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s, na semana passada, foi rebatido de forma indireta neste sábado (29/3) pela presidente Dilma Rousseff, que disse que não vai se abalar com “julgamentos apressados” e com “conclusões precipitadas” sobre a economia brasileira. Em tom alarmista, Dilma disse que “a realidade desmentirá” as previsões pessimistas feitas sobre o país. “Todos sabemos que, em economia, a realidade sempre se impõe”, disse a presidente, durante discurso no Fórum Econômico da América Latina, realizado este fim de semana, na Costa do Sauípe, Bahia.

Dilma acredita que especulações e até interesses políticos têm prejudicado avaliações isentas sobre o desempenho da economia brasileira. “Em alguns momentos, expectativas, especulações, avaliações e até mesmo interesses políticos podem obscurecer a visão objetiva dos fatos. Para nós, o que importa é que continuaremos a agir para manter o pais no rumo certo, sem abdicar em nenhum momento do nosso compromisso fundamental com a solidez da economia e com a inclusão e o desenvolvimento social e ambiental do país”, contou a presidente.

Leia mais notícias de Economia

Durante o governo Dilma Rousseff, a média de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) caiu à metade do que era durante o segundo mandato do ex-presidente Lula. Os 2% alcançados por Dilma são o pior desempenho desde o governo Fernando Henrique Cardoso, motivo pelo qual levou a agência de classificação de risco Standard & Poor’s a rebaixar de "BBB" para "BBB-", na semana passada. Agora, o país está no último degrau na escala de grau de investimento. Se perder a nota, será rebaixado para a categoria de economia especulativa.
Tags:

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Paulo Costa
Números e a realidade são pessimistas?A "roubalheira" na Petrobras e os prejuízos são pessimistas? "Pibinho" é pessimista? Avaliações internacionais,a cada dia piores, são pessimistas? A probabilidade, grande, de racionamento ou colapso do setor elétrico é pessimista? Digo: PÉSSIMO É ESSE DESGOVERNO! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas