Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

FenaSaúde registra aumento de 7,9% nos procedimentos de saúde suplementar Ao todo, foram 366 milhões de consultas médicas, exames, terapias, atendimentos ambulatoriais e internações

Agência Brasil

Publicação: 29/04/2014 13:06 Atualização:

A Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde) registrou aumento de 7,9% no total de procedimentos realizados por operadoras de planos de saúde associadas ao grupo em 2013. Ao todo, foram 366 milhões de consultas médicas, exames, terapias, atendimentos ambulatoriais e internações.

De acordo com dados assistenciais divulgados nesta terça-feira (29/4), para cada grupo de 100 beneficiários são feitas, em média, por ano: 5,4 consultas; 15,4 exames; 1,1 sessão de terapia; 3,5 atendimentos ambulatoriais; e 15,4 internações. Para o diretor executivo da FenaSaúde, José Cechin, os números demonstram um aumento de procedimentos considerados mais caros para as operadoras. “Os médicos estão pedindo, por consulta, cada vez mais exames. Portanto, o beneficiário está fazendo cada vez mais exames”, explicou.

Leia mais notícias em Economia

Em 2011, a média de exames solicitados no Brasil era de 2,49 por consulta. No ano passado, o índice subiu para 2,8. Dados da FenaSaúde mostram que, enquanto o Sistema Único de Saúde (SUS) realiza 4,5 ressonâncias magnéticas, o setor privado registra 90,1. A média do mesmo exame em países como Alemanha, Austrália, Canadá, Estados Unidos, França e Reino Unido não chega a 50 ressonâncias para cada 1 mil habitantes.

No caso da tomografia computadorizada, o SUS realiza 18,4 exames contra 95,1 na rede privada. A média do mesmo exame em outros países é de 128,2 tomografias para cada 1 mil habitantes. Dados econômico-financeiros da FenaSaúde que apontam que as operadoras associadas registraram receita de R$ 44,3 bilhões em 2013. As despesas totais somaram R$ 42,5 bilhões, sendo R$ 35,7 bilhões em custos assistenciais. O resultado operacional obtido no ano passado, portanto, foi R$ 1,8 bilhão.

Também hoje, a entidade lançou o Guia do Consumidor, que esclarece as principais questões referentes aos planos de saúde utilizando uma linguagem mais didática, sem termos técnicos. O documento traz as regras válidas na prestação do serviço de saúde suplementar, de acordo com a legislação em vigor e as normas da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A versão digital pode ser acessada gratuitamente no site.

A FenaSaúde representa 31 operadoras que respondem por 25,4 milhões de usuários de planos de saúde – 37,1% do total de beneficiários de saúde suplementar no Brasil.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas