Economia
  • (5) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Receita Federal aumenta tributo sobre cerveja e refrigerante A intenção do governo é arrecadar R$ 1.5 bilhão quando a tributação entrar em vigor

Guilherme Araújo

Publicação: 29/04/2014 21:33 Atualização:

Os consumidores devem preparar o bolso na hora de pagar a conta nos bares e restaurantes. A Receita Federal anunciou na noite desta terça-feira que os tributos das bebidas frias (cerveja, refrigerante, isotônico e água saborisada) aumentarão a partir de primeiro de junho. A água mineral não está inclusa na lista. O reajuste na tabela dos produtos pode ter um impacto estimado de 1,3 % sob o preço das bebidas vendidas no comércio. A intenção do governo é arrecadar R$ 1.5 bilhão quando a tributação entrar em vigor. A nova tabela de tributação será publicada amanhã no Diário Oficial da União.

O secretário da Receita Federal, Carlos Barreto, admitiu que a arrecadação pode ser usada para compensar o gasto adicional de R$ 4 bilhões que o Tesouro Nacional terá para bancar o socorro às distribuidoras de energia elétrica, mas negou que a medida tenha sido adotada com esse propósito. Uma cerveja com a garrafa retornável de 600 ml, por exemplo, que custa hoje um preço médio de 4.2, passará a custar R$ 4.34, ou seja, um reajuste de R$ 0,12. O Fisco alegou que a última mudança ocorreu em maio de 2012, com base na pesquisa de preço de outubro de 2011, por isso houve a necessidade de aumentar os tributos

O secretário explicou ainda que os tributos desses produtos estavam defasados e não acompanharam os reajustes dos preços. “Diante do aumento de preço observado nesse segmento nos últimos dois anos, fez-se necessário mudanças de incidência tributária para restabelecer o equilíbrio da relação entre o tributo e os preços praticados durante todos esse período”, esclareceu o secretario, ao afirmar que a cerveja teve um reajuste de 23 % nos preços e o refrigente de 19,2% nos últimos dois anos O secretario estimou um aumento de 0,02% no IPC-M, índice que compõe o IGP-M.

Esta matéria tem: (5) comentários

Autor: Eduardo Boghossian
A esta medida se dá o nome de ADMINSTRAÇÃO POR IMCOMPETÊNCIA. Quando não se sabe resolver um problema através de medidas pró-ativas e inteligentes, sobe-se os impostos para ter mais dinheiro em caixa. Temos uma das maiores cargas tributarias do mundo e a população não vê retorno em benefícios. | Denuncie |

Autor: SergioXXX Cunha
Agora tributo tem que aumentar para alcançar a inflação? A saída é essa? Estimular a economia não seria melhor? Reduzir gastos públicos e estancar a inflação são medidas necessárias! Aumentar tributos é passar atestado de incompetência! | Denuncie |

Autor: Fabio GUIMA
Marmelada ! A inflação, agora, aumenta até o índice do imposto. | Denuncie |

Autor: Helton Damasceno
Pra aumentar é rápido!!! agora pra isentar de imposto os produtos da cesta básica, diminuir os do remédio não fazem!!!!! o povo está a míngua!!!! | Denuncie |

Autor: Epaminondas Levis
Na Banânia todos os tributos sobem sempre, só não são elevados a honestidade dos políticos. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

:: Publicidade



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas