Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ministério garante que não faltará energia nos estádios durante a Copa Nota esclarece dúvidas apontadas por relatório da Agência Nacional de Energia Elétrica, de que obras de reforço não foram concluídas em 7 das 12 cidades-sede

Simone Kafruni

Publicação: 07/05/2014 17:50 Atualização:

Em nota divulgada na tarde desta quarta-feira, 7 de maio, a Secretaria de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia (MME) esclarece que o sistema elétrico para a Copa do Mundo 2014 está adequado e que “está assegurada a qualidade, confiabilidade e segurança do atendimento” em todas as cidades-sede do evento.

Mais cedo, o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, já havia garantido que não vai faltar energia nos estádios, logo depois que um relatório da própria Aneel apontou que, faltando pouco mais de um mês para a Copa, as obras de reforço no fornecimento de energia não foram concluídas em pelo menos sete das 12 cidades que vão receber jogos.

Leia mais notícias em Economia


“Esse risco não existe. O que existe é algum atraso de alguma obra para dar uma segurança exigida pela Fifa, que é legítima, que está atrasada, mas vai acontecer em tempo. Então, o risco de faltar energia no estádios é nenhum. Algumas distribuidoras têm tido dificuldades no cronograma de construção desse empreendimento, mas tem sido fiscalizado pela Aneel, cobrado, e também pelo governo”, garantiu Rufino

A nota do MME reforça o desmentido do diretor da Aneel e explica que a Secretaria de Energia Elétrica tem monitorado as ações necessárias para assegurar a confiabilidade e segurança do atendimento elétrico nas cidades-sede.

“A nota técnica da Aneel faz uma comparação entre o que estava planejado pelas distribuidoras para atender ao período da Copa de 2014 com base na previsão do crescimento de carga do segundo semestre de 2011, e a situação atual destas obras. Até o momento, foram concluídas 100 das 158 obras definidas na nota para as 12 Cidades-sede. Algumas dessas obras ainda encontram-se em andamento, com previsão de conclusão para maio de 2014. Entretanto, as obras prioritárias que contemplam a dupla alimentação aos Estádios (critério da FIFA) e de atendimento a aeroportos e outros equipamentos prioritários envolvidos com a Copa já foram concluídas”, diz o MME no documento. “Atrasos pontuais não comprometem o suprimento de energia elétrica nas cidades-sede”, completa o ministério.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas