publicidade

AIE avalia custo para evitar aquecimento e fomentar energia limpa

Segundo a Agência Internacional de Energia (AIE), serão necessários 44 bilhões de dólares até 2050 para limitar o aquecimento climático e desenvolver energias limpas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 12/05/2014 12:12

France Presse

A Agência Internacional de Energia (AIE) avalia em 44 bilhões de dólares os investimentos necessários até 2050 para limitar o aquecimento climático e desenvolver energias limpas, indicou nesta segunda-feira sua diretora-geral.

"Devemos agir, mas não estamos no bom caminho no momento", lamentou Maria van der Hoeven em Seul, durante a apresentação do relatório bianual da AIE sobre este tema.

"A crescente utilização do carvão em nível mundial apaga os progressos no desenvolvimento das energias renováveis (...) É preciso mudar de direção", declarou.

A AIE, uma organização que representa os países importadores de petróleo, defende um desenvolvimento acelerado de energias renováveis e de outras tecnologias que reduzam as emissões de CO2.

Leia mais notícias em Economia

A agência parte do princípio de que os custos das energias limpas serão compensados no longo prazo pela economia feita em combustíveis fósseis, como o petróleo. No entanto, o custo da transição não para de aumentar, advertiu Van der Hoeven.

A AIE avalia agora em 44 bilhões de dólares (32 bilhões de euros) os investimentos necessários até 2050 para limitar o aquecimento no longo prazo do planeta em dois graus celsius. Este custo era estimado em 2012 em 36 bilhões de dólares.

Mas, ao mesmo tempo, o cálculo da economia gerada não para de crescer: somaria 115 bilhões de dólares até 2050, contra 100 bilhões estimados em 2012.

"Quanto mais esperarmos para a conversão de nossas fontes de energias, mais caro será" o processo, ressaltou Maria van der Hoeven.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade