publicidade

Policiais descartam greve durante o período da Copa do Mundo

A garantia foi dada por representantes das três categorias que entregaram, no Ministério da Justiça, um documento que pede diálogo para a reestruturação da segurança pública no país

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 21/05/2014 21:14

Agência Brasil

As polícias Civil, Militar e Federal informaram nesta quarta-feira (21/5) que não há sinais de greve dos policiais no período da Copa do Mundo, que vai de 12 de junho a 13 de julho. Apesar disso, eles não descartam fazer manifestações durante os eventos do Mundial.

A garantia foi dada por representantes das três categorias que entregaram, no Ministério da Justiça, um documento em que pedem diálogo para a reestruturação da segurança pública no país. Os policiais querem uma atualização da legislação do setor, começando pelo Código Processual Penal e a desmilitarização da polícia.

“Não temos a intenção de fazer greve durante os jogos. Muito pelo contrário, queremos demonstrar que somo importantes e vamos trabalhar até fora do nosso horário, se necessario. Mas queremos deixar claro que depois da Copa do Mundo a segurança pública vai ser a mesma de sempre para o povo brasileiro. Para os que vêm de outros países haverá sensação de segurança, mas só durante os jogos, os turistas voltando para casa, a segurança brasileira vai ser essa do jeito que está, um caos”, avaliou o presidente da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis, Jânio Gandra.

Leia mais notícias em Economia

Flávio Werneck, presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Distrito Federal, ressalta que mais de 10% dos homicídios de todo o mundo em 2012 aconteceram no Brasil, e questiona: "Isso é segurança pública?"

Representantes das três categorias e da Polícia Rodoviária Federal fizeram hoje em Brasília a Marcha em Defesa dos Policiais, partindo do Museu Nacional até a frente do Congresso Nacional, onde pediram mudanças na segurança pública nacional.

publicidade

Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade