Economia
  • (10) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Cota para negros em concursos não muda concorrência, diz especialista %u201CA competição não muda, só se torna mais justa", disse o professor de antropologia da Universidade de Brasília (UnB) José Jorge de Carvalho

Guilherme Araújo

Publicação: 23/05/2014 09:17 Atualização:

Caso a presidente Dilma Rousseff sancione, até o fim do mês, o projeto de lei que destina 20% das vagas de seleções públicas para negros e pardos, alguns concursos serão até 40% reservados a cotistas. Isso porque estão em vigor a Lei nº 8.112/1990 e o Decreto nº 3.298/1999, que obrigam os órgãos a disponibilizarem de 5% a 20% do total de chances oferecidas às pessoas com deficiência. Apesar do tema ainda provocar polêmica, tanto especialistas quanto concurseiros acreditam que as cotas não vão tornar mais acirrada a disputa nos certames para ingressar na carreira pública.

O servidor público Jamilton das Neves Mata, de 31 anos, acredita que é a capacidade do aluno que estimula a concorrência e não a reserva de vagas. “Quem está se dedicando e estudando vai conseguir passar, não acredito que a concorrência vá mudar”, disse. O professor de antropologia da Universidade de Brasília (UnB) José Jorge de Carvalho tem a mesma visão. “A competição não muda, só se torna mais justa. A decisão da cota racial para o serviço público reflete a diversidade da sociedade e serve como complemento para a que já existe nas universidades”, ressaltou.

Leia mais notícias em Economia

Ele defendeu ainda a necessidade de uma reavaliação em torno das oportunidades no primeiro escalão. “A discussão de uma política de preferência deve ser feita com urgência”, observou. Se sancionada, a lei de cotas raciais para concurso público só poderá ser aplicada nos certames que oferecerem mais de três vagas. “De cinco candidatos aprovados, se um for negro, a preferência seria dele”, completou.

Esta matéria tem: (10) comentários

Autor: ANGELO Jorge
Ágora se questiona : Um branco, retirante do Nordeste e gay afeminado não tem condições sociais piores que um negro de família abastada? Quero saber auando a presidenta escolherá 8 mais 7 ministros negros ? | Denuncie |

Autor: ANGELO Jorge
Paulo Toledo, à época que o jamylton fez o concurso, estava já sendo aprovada de forma récente a cota de deficiencia física(antes não tinha 5 a 20% para PNE).O que ele falou pra nós brancos é una verdade:O TRABALHO DE ESTUDAR SERÁ O MESMO. Sou contra cotas más ele disse uma verdade. | Denuncie |

Autor: Felipe monteiro
O que eu defendo é uma melhor distribuição de cotas raciais para a vaga de deputado. | Denuncie |

Autor: VALTER ALVES SILVERIO
Sr Nilo, vc reparou no bobagem que acabou de redigir? Estamos falando de um mecanismo de INCLUSÃO e vc lança uma tese que é justamente a antítese da questão: como falar em beneficar RICOS, sendo que a cota é justamente devido a má distribuição de renda e que tem fatores antropológicos? | Denuncie |

Autor: Mário
O problema não está na cor e sim no sistema. Sou branco e a vida inteira fui pobre e tive que estudar muito para passar em um concurso público! Enquanto existir o dualismo escolar, vai existir diferenças! escola de pobre tem que ser a mesma do rico! ai sim, o que vai prevalecer será o esforço. | Denuncie |

Autor: Nilo Teixeira
Sistema de cotas só beneficia os ricos. Pobres, sejam eles brancos, pardos ou negros, vão ter que ser muito bons para terem acesso a uma vaga. | Denuncie |

Autor: Ruter Jr
o problema que isso além de segregar, está sendo implantado com um intuito! COMPRAR VOTOS! não tem causa social, divida social ou algo do tipo, é pura compra de voto mascarada! deveria ter cotas para classes sociais, e nem para concurso em si, mas para uma formação superior e de qualidade! | Denuncie |

Autor: Antonio Romeu
Imaginem só a população do Brasil é composta de 80% negros e pardos discriminam eles como burros e analfabetos, 80% ficam com 20% e outros com 80%, pois bastam declarar a cor. | Denuncie |

Autor: Paulo Toledo
O Sr. Jamilton das Neves Mata está opinando já como servidor público, mas quem ainda não é, sabe que a concorrência e grande e que vai aumentar com as cotas. O problema não é passar e sim se classificar dentro das vagas e é ai que as cotas causam danos a todos, inclusive aos negros e pardos. | Denuncie |

Autor: pedro da silva
A concorrência não muda em nada? Se de 10 vagas, 04 são destinadas para cotas, restando apenas 06 vagas para o restante. Felizmente, esse tipo de argumento não cola em matemática. Branquinhos e Amarelinhos estudem mais do que já estudam. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

PUBLICIDADE



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas