publicidade

Com pagamento atrasado, usinas térmicas podem deixar Amazonas sem luz

A Amazonas Energia, distribuidora administrada pela estatal Eletrobras, tenta encontrar uma saída com os fornecedores para evitar o que chamou de %u201Cimpacto no suprimento%u201D

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 30/05/2014 06:08


Bruno Kelly/Reuters - 14/2/14


As medidas do governo federal para reduzir a tarifa de energia elétrica a todo custo no país resultaram em mais um reflexo negativo e preocupante. Moradores do Amazonas, incluindo da capital, Manaus, uma das sedes da Copa do Mundo, correm o risco de ficar sem energia porque as usinas térmicas que abastecem o estado estão com os pagamentos atrasados.

A Amazonas Energia, distribuidora administrada pela estatal Eletrobras, tenta encontrar uma saída com os fornecedores para evitar o que chamou de “impacto no suprimento”. Em nota, a empresa informou que o problema tem origem na falta de recebimento dos recursos da Conta de Consumo de Combustíveis (CCC), um dos encargos do setor elétrico brasileiro.

Deficit
Quando, em janeiro de 2013, entrou em vigor o plano da presidente Dilma Rousseff para baratear a conta de energia, o dinheiro do CCC deixou de entrar no caixa das empresas. “Devido à falta de recebimento desses recursos, a Amazonas Energia encontra-se inadimplente com alguns fornecedores”, reconheceu a distribuidora, ainda na nota.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

publicidade

Tags:

publicidade