publicidade

Agência de risco diz que nota do Brasil dependerá do próximo governo

A política econômica a partir de 2015 precisaria combater tendências econômicas negativas e impulsionar o crescimento

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 26/06/2014 06:04


Relatório da agência norte-americana de classificação de risco Moody’s afirmou ontem que a manutenção da atual nota do Brasil, Baa2, dependerá das atitudes do próximo governo. Para isso, a política econômica a partir de 2015 precisaria combater tendências econômicas negativas e impulsionar o crescimento do país para mais perto do seu potencial.

“Após ter reportado crescimento abaixo do potencial de 2011 a 2013, a economia continua tendo dificuldades devido ao declínio dos gastos com investimentos, à desaceleração do consumo e à piora do sentimento do investidor”, resumiu. Por essa razão, a agência reduziu a previsão de crescimento do PIB brasileiro este ano, de 1,8% para 1,3%, e para 2015, de 2% para 1,5%.

Os especialistas da Moody's sublinharam que as perspectivas estão presas a um “círculo vicioso”, que o governo não pode quebrar este ciclo.

publicidade

Tags:

publicidade