Economia
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

INSS antecipa benefícios a moradores do PR e de SC atingidos por chuva A Defesa Civil Estadual registrou mais de 822 mil casos de pessoas afetadas pelos temporais no Paraná

Agência Brasil

Publicação: 27/06/2014 10:50 Atualização:

A Previdência Social vai antecipar benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) a moradores de Bituruna e União da Vitória, no Paraná, e Guaramirim e Rio Negrinho, em Santa Catarina, devido ao estado de calamidade pública decretado nos municípios por causa da chuva.

Segundo portaria publicada nesta sexta-feira (27/6) no Diário Oficial da União, os benefícios de Prestação Continuada, previdenciários e assistenciais dos moradores desses municípios passarão a ser pagos sempre no primeiro dia útil do cronograma, a partir do calendário de julho, independentemente do número do benefício. Segundo o cronograma da Previdência, o primeiro dia de pagamento referente ao mês é 25 de julho.

A portaria da Previdência autoriza ainda o adiantamento de valor correspondente a uma renda mensal do benefício previdenciário ou assistencial ao qual a pessoa tem direito, mediante ressarcimento posterior. Essas medidas deverão ser mantidas até quando for necessário.

No caso do adiantamento, o valor de um mês do benefício tem de ser solicitado pelo segurado em rede bancária ou agência de correspondentes bancários. O ressarcimento deverá ser feito em até 36 parcelas fixas, por meio de desconto da renda do próprio benefício, sem qualquer incidência de juros. Caso haja previsão do fim do benefício antes desses 36 meses, o adiantamento tem de ser quitado antes.

Leia mais notícias em Economia

No Paraná, a Defesa Civil Estadual registrou mais de 822 mil pessoas afetadas pelos temporais que atingem a região. Onze morreram e 228 ficaram feridas. Mais de 26 mil permanecem desalojadas e quase 2 mil estão em abrigos. O estado tem 156 municípios atingidos pela chuva.

Em Santa Catarina, além dos dois municípios em estado de calamidade, há 36 em situação de emergência. Estima-se que a chuva tenha causado prejuizos ao estado no valor de mais de R$ 500 milhões.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.

:: Publicidade



  • Últimas notícias
  • Mais acessadas