publicidade

América Latina atravessa momento decisivo para relançar economia, diz OCDE

Segundo o secretário-geral da organização, com taxa de crescimento de 5% nos últimos anos, o crescimento deve ficar, este ano, entre 2% e 2,5%

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 30/06/2014 09:31

Agência Brasil

O secretário-geral da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), Ángel Gurria, disse nesta segunda-feira (30/6) que a região da América Latina e do Caribe atravessa atualmente "momento decisivo" para impulsionar as reformas que permitem assegurar o crescimento depois da chamada década de ouro.

"É preciso aproveitar a desaceleração dos motores externos para levar a cabo um plano regional de reformas bem entrosadas, para construir economias mais resistentes, inclusivas e sustentáveis", acrescentou o líder da OCDE, na abertura em Paris do Fórum Internacional da América Latina e do Caribe.

No discurso, Guria lembrou que depois de "uma das fases de expansão econômica mais importantes de sua história", com taxa de crescimento de 5% nos últimos anos, o crescimento deve ficar, este ano, entre 2% e 2,5%.

Leia mais notícias em Economia

"Os ventos estão mudando na região", disse Gurria, destacando que uma parte importante desse crescimento estava baseado em fatores externos e conjunturais, como o crescimento acelerado das importações da China ou a entrada de investimentos de curto prazo, que hoje "mudaram e estão gerando um nível maior de incerteza".

Para garantir o crescimento sustentável dessas economias, ele defendeu o fortalecimento dos sistemas fiscais, a melhoria da infraestrutura de transporte e a eficiência dos procedimentos aduaneiros, além do desenvolvimento de uma política logística integrada.

"Temos uma oportunidade entre 2012 e 2015, quando 14 países desta região promovem eleições. No passado, dissemos que as eleições são elementos de instabilidade e turbulência, mas hoje são motivos de legitimação dos mandatos para levar a cabo essas tarefas", disse Gurria.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade