publicidade

Banco francês se declara culpado por ter violado embargos dos EUA

O BNP Paribas reconheceu, em um tribunal de Nova York, que "falsificou" documentos comerciais para dissimular operações consideradas ilegais nos Estados Unidos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 30/06/2014 19:31

France Presse

Nova York - O banco francês BNP Paribas reconheceu nesta segunda-feira (30/6) ter violado os embargos norte-americanos contra Cuba, Irã e Sudão, e aceitou pagar uma multa de 8,9 bilhões de dólares para evitar sofrer processos penais nos Estados Unidos, informaram fontes do governo americano.

Leia mais notícias em Economia

"O BNP teve muito trabalho para dissimular transações proibidas, apagar seu rastro e burlar as autoridades americanas", destacou o secretário de justiça, Eric Holder, em comunicado. "Esses atos representam uma grave violação da lei americana", acrescentou.

O banco francês reconheceu, em um tribunal de Nova York, que "falsificou" documentos comerciais para dissimular operações consideradas ilegais nos EUA, informou mais cedo à AFP uma fonte próxima do caso.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade