publicidade

Ministro apresenta projeto técnico do Aeroporto Regional de Volta Redonda

Segundo o ministro, isso vai permitir que o aeroporto de Volta Redonda possa operar com aeronaves com capacidade média de 120 passageiros

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 03/07/2014 18:01

Agência Brasil

O ministro da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco, anunciou nesta quinta-feira (3/7), em Volta Redonda, no centro-sul fluminense, a conclusão da primeira fase do planejamento e apresentação do projeto técnico do aeroporto regional naquele município. Falando à Agência Brasil, o ministro informou que os projetos dos nove aeroportos regionais do estado do Rio de Janeiro estão bem encaminhados. “Os três primeiros aeroportos (Volta Redonda, Angra dos Reis e Cabo Frio) estão em fase de execução do ante-projeto para permitir a licitação”, disse.

Moreira Franco mencionou que o Aeroporto Regional de Volta Redonda terá área de quase 700 metros quadrados (m²) para embarque/desembarque, um pátio de aeronaves com cerca de 20 mil m², nova pista de taxiway (faixa em que a aeronave pode taxiar para outro local, como um hangar, saindo da pista de pouso e decolagem em velocidade elevada) e pista principal com 1,8 mil metros.

Segundo o ministro, isso vai permitir que o aeroporto de Volta Redonda possa operar com aeronaves com capacidade média de 120 passageiros: “Vai ser uma grande contribuição, não só para o estado do Rio de Janeiro, mas para toda a região sul fluminense”. Moreira Franco afiançou que o aeroporto poderá pegar tráfego aéreo também de São Paulo, trazendo, como consequência, um reforço para a economia regional, o que dará à cidade uma situação competitiva em relação a outros municípios da região.

Leia mais notícias em Economia


O vice-presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado Edson Albertassi (PMDB), salientou que o aeroporto vai atender às 17 cidades do centro-sul fluminense, “que é uma região industrial, onde funciona o polo automotivo do Rio”. Natural de Volta Redonda, Albertassi avaliou que a expectativa é positiva, "em função do progresso que o aeroporto traz por si só, e também pelo que pode ocorrer a partir dele, com o transporte de passageiros e de carga, o que pode ajudar muito a economia local”.

A expectativa do ministro Moreira Franco é de que os aeroportos regionais de Volta Redonda, Angra dos Reis e Cabo Frio entrem em processo de execução de obras ainda neste ano, enquanto os demais aeroportos regionais (Paraty, Nova Friburgo, Resende, Macaé, Campos e Itaperuna) devem concluir os projetos técnicos até o final de 2014, de modo a viabilizar a execução e conclusão das obras no decorrer de 2015. Ele lembrou, entretanto, que antes de promover as licitações terão que ser resolvidas questões de natureza ambiental, referentes às unidades aeroportuárias.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade