publicidade

Sete parques eólicos serão construídos no Ceará e Rio Grande do Sul

Os demais, que integram o Complexo Amontada, situado a 168 quilômetros da capital do Ceará, terão capacidade de 76 MW e serão controlados pela empresa Brise Energias Renováveis, do grupo Queiroz

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 03/07/2014 19:28

Agência Brasil

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento no valor de R$ 557 milhões para a construção de sete parques eólicos (geração de energia a partir dos ventos) no Ceará e no Rio Grande do Sul, totalizando capacidade instalada de 195,6 megawatts (MW). O empréstimo foi anunciado nesta quinta-feira (3/7) pela instituição.

Leia mais notícias em Economia

Quatro parques, com capacidade de 120 MW, serão implantados no município gaúcho de Palmares do Sul pela CPFL Energias Renováveis. Os demais, que integram o Complexo Amontada, situado a 168 quilômetros da capital do Ceará, terão capacidade de 76 MW e serão controlados pela empresa Brise Energias Renováveis, do grupo Queiroz Galvão. A previsão é que os sete parques comecem a operar ainda este ano.

Segundo o BNDES, as obras deverão gerar em torno de 2,6 mil empregos diretos e indiretos. Os recursos liberados pelo banco para projetos do setor eólico subiram de R$ 2,2 bilhões, em 2011, para R$ 4,3 bilhões, no ano passado. Esse valor superou em 27% os desembolsos do BNDES para a geração eólica em 2012.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade