publicidade

CMN aprova ajustes nos preços mínimos da agricultura familiar

Pelo programa, os agricultores têm direito a bônus de desconto na parcela do financiamento sempre que os preços do mercado ficam abaixo do preço de garantia do que produzem

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 10/07/2014 18:27

Agência Brasil

O Conselho Monetário Nacional (CMN) definiu, em reunião extraordinária, ajustar os preços de 28 produtos do Programa de Garantia de Preços Mínimos para a Agricultura Familiar (PGPAF). Entre os que tiveram preços ajustados, estão abacaxi, banana, batata-doce, feijão, laranja, amendoim, cebola, cacau, borracha natural cultivada, cana-de-açúcar, tangerina, tomate e uva.

Leia mais notícias em Economia


A aprovação aconteceu na quarta-feira (9/7), mas as informações foram divulgadas só nesta quinta-feira(10/7). A relação completa está na resolução do CNM publicada no site do Banco Central. O PGPAF tem objetivo de assegurar a remuneração dos custos variáveis de produção aos agricultores familiares que tomarem empréstimos para custeio e investimento, facilitando a quitação do crédito rural.

Pelo programa, os agricultores têm direito a bônus de desconto na parcela do financiamento sempre que os preços do mercado ficam abaixo do preço de garantia do que produzem. A medida do CMN vale para operações com bônus vencendo entre 2 de julho deste ano e 9 de julho de 2015.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade