publicidade

Com ritmo fraco, setor agropecuário não segura queda do PIB no Brasil

O setor registrou uma alta de apenas 0,2% no segundo trimestre deste ano em relação ao primeiro, segundo dados do IBGE

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 29/08/2014 13:38 / atualizado em 29/08/2014 14:33

Rodolfo Costa

Rafael Ohana/CB/D.A Press


As incertezas com o rumo da política econômica brasileira e a queda no preço dos commodities - produtos agrícolas exportados - tiveram grande influência para o fraco ritmo da agropecuária no país. Sem o mesmo fôlego de anos anteriores, o setor já perdeu força para segurar o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, que está em recessão técnica. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indicam que o setor registrou uma alta de apenas 0,2% no segundo trimestre deste ano em relação ao primeiro. No comparativo com o mesmo período de 2013, o setor ficou estagnado (0%).

Leia mais notícias em Economia

Em alguns estados produtores de grãos, como a Bahia, a falta de chuvas teve impacto na safra de soja. Algumas empresas amargaram uma redução de 22% em relação a uma média de produtividade normal. “Tivemos um déficit em janeiro e fevereiro. São meses que normalmente chove bem, mas que, neste ano, faltou chuva durante alguns dias. Além disso, na época da colheita, entre março e abril, a chuva se manteve e diminuiu nossas expectativas de obter melhores resultados”, afirmou o gerente de gerente de negócios da Aurora Seriös, Evandro Philippsen.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade