publicidade

Governo capta US$ 1,05 bilhão com emissão de títulos da dívida externa

Desse total, US$ 1 bilhão é proveniente do mercado europeu e norte americano, captado ontem, e US$ 50 milhões do asiático

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 04/09/2014 10:32

Bárbara Nascimento

O Tesouro Nacional captou US$ 1,05 bilhão por meio da emissão de títulos da dívida externa no mercado internacional. Desse total, US$ 1 bilhão é proveniente do mercado europeu e norte americano, captado ontem, e US$ 50 milhões do asiático, resultado divulgado à pouco pelo Tesouro, após o fechamento daquele mercado. Os papéis emitidos, Global 2025, têm vencimento em 7 de janeiro de 2025.

Os juros pagos pelo governo ao investidor serão de 3,88% ao ano, a menor taxa em 12 meses para esse tipo de papel, com vencimento em 10 anos. Na última emissão, em outubro de 2013, esse mesmo título teve uma taxa de retorno de 4,31%. A liquidação financeira, ou seja, a data em que o investidor deve pagar o título é em 10 de setembro de 2014, próxima quarta-feira. Os cupons serão pagos nos dias 7 de janeiro e 7 de julho de cada ano. A emissão foi liderada pelos bancos BTG Pactual, Citigroup e Morgan Stanley.

Leia mais notícias em Economia

Entenda

As emissões da dívida externa são uma oportunidade para o governo captar recursos no mercado externo. Apenas investidores estrangeiros podem comprar esses papéis. Quando emite títulos com vencimento em longo prazo, o Tesouro, além de alongar a dívida externa, proporciona referência para o mercado privado brasileiro em termos de taxa de juros. Com as taxas fixadas nesse tipo de transação, as empresas podem calcular quanto teriam de pagar caso precisem captar recursos no mercado internacional.

publicidade

publicidade