SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Maia: minha maior felicidade é não entregar hoje uma PEC de impostos

O deputado também disse que espera que o governo envie o texto da Reforma da Previdência e que, juntas, as duas matérias vão contribuir para a redução de juros e geração de empregos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/10/2016 17:49

Agência Estado


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse na tarde desta quarta-feira, 26, ao entregar pessoalmente no Senado o texto da PEC do Teto, que comemorou a aprovação da proposta ontem e defendeu sua importância para o reequilíbrio fiscal. "Minha maior felicidade é não entregar hoje uma PEC de impostos. Essa PEC trata da saúde fiscal sem aumentar impostos", defendeu. No Senado, a PEC também passará por dois turnos de votação, no dia 29 de novembro e entre 13 e 14 de dezembro.

Leia mais notícias em Política


O deputado também disse que espera que o governo envie o texto da Reforma da Previdência e que, juntas, as duas matérias vão contribuir para a redução de juros e geração de empregos. Segundo Maia, a reforma da previdência garante mais investimentos no curto prazo.

Ele lamentou que a Câmara não tenha conseguido quórum para a votação da MP 739, que acabou perdendo o prazo. A proposta altera benefícios como o auxílio-doença e aposentadoria por invalidez e tem como objetivo economizar cerca de R$ 6 bilhões ao ano. De acordo com o presidente da Câmara, o Executivo deve encaminhar novo texto ao Congresso.

Tags: impostos pec maia

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade