SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

DF tem a gasolina mais barata do Brasil, diz levantamento da ANP

O litro com maior valor é encontrado no Acre, a R$ 4,117

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 31/10/2016 15:53 / atualizado em 31/10/2016 18:52

O Distrito Federal vende a gasolina mais barata do país, segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Na última semana, Brasília passou a vender o litro do combustível a R$ 3,465 em média e desbancou São Paulo no ranking de melhor preço. O valor da gasolina caiu 2% na última semana na capital.   


O litro é encontrado por até R$ 3,259 no DF. O preço máximo é de R$ 3,63. Anteriormente, São Paulo era a líder do ranking com R$ 3,472 por litro, mas na última semana a maior frota do País registrou média de R$ 3,48 na gasolina.


Leia mais notícias em Economia

 

A queda nos preços da capital foi influenciada pela intervenção do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) nos postos da Rede Cascol de Combustíveis, sob a suspeita de cartel. O gestor Wladimir Eustáquio Costa assumiu o comando da empresa em abril, quando a gasolina anotava até R$ 3,98 por litro. Nas últimas semanas, o combustível chegou até R$ 3,19 - recuo de quase 20%. Na primeira semana de outubro, o Cade prorrogou por mais 180 dias a intervenção na empresa. 

 

No País, o derivado do petróleo subiu em 12 Estados e caiu em outros 12, além do DF. O maior avanço das cotações foi registrado no Amazonas (3,69%), enquanto o maior recuo ocorreu em Roraima (1,37%). A maior queda mensal ocorreu em Rondônia (2,18%). Santa Catarina e Pará mantiveram os mesmos preços.  O litro com maior valor é encontrado no Acre, a R$ 4,117. Na média nacional, a gasolina ficou praticamente estável, passando de R$ 3,671 para R$ 3,669 por litro.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Júlio
Júlio - 31 de Outubro às 22:54
Também, depois de termos uma das gasolinas mais caras do Brasil durante décadas, nada mais justo que pagarmos um preço menor. Vamos ver até aonde isso vai. Não creio que irá durar por muito tempo, infelizmente. Mas, repito, parabéns ao CADE, ao MP, à PF, porque se fosse depender dos políticos daqui ou da PCDF, estaríamos nesse cartel pelos próximos 50 anos.