SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Bovespa sobe e fecha na máxima, com Petrobras e BB como destaques de alta

A trajetória positiva foi atribuída a um movimento de correção, influenciado pelo ambiente mais tranquilo no exterior, onde o destaque foi a disparada dos preços do petróleo, que deu suporte para forte valorização dos papéis da Petrobras

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/11/2016 18:58


O Ibovespa teve um pregão firme de alta nesta segunda-feira, 21, tendo fechado com ganho de 1,85%, na máxima 61.070,27 pontos. Na mínima, ficou estável nos 59.963 pontos. O volume financeiro somou R$ 10,800 bilhões. Em novembro, o Ibovespa apura queda de 5,94% e em 2016, ganho de 40,88%.

A trajetória positiva foi atribuída a um movimento de correção, influenciado pelo ambiente mais tranquilo no exterior, onde o destaque foi a disparada dos preços do petróleo, que deu suporte para forte valorização dos papéis da Petrobras. Outra estatal destaque de alta foi Banco do Brasil, em reação ao anúncio de reestruturação de suas operações.

"A eleição do Trump parece já ter sido absorvida nos preços dos ativos e, com isso tivemos um quadro externo mais tranquilo, o que estimulou a correção em alguns papéis. Agora, vamos esperar os próximos passos, como medidas efetivas e nomes da equipe dele", disse um operador.

Além de Petrobras e Banco do Brasil, chamou a atenção o avanço firme das ações da Vale, após movimentos de baixa recente, a despeito da queda nos preços do minério de ferro. Vale PNA fechou em +5,54% e Vale ON, 5,13%. As siderúrgicas acompanharam: Usiminas PNA 2,51% e CSN ON 5,52%.

Leia mais notícias em Economia


Os papéis da Petrobras foram favorecidos pela alta de mais de 4% dos preços do petróleo, por sua vez, amparados na expectativa de anúncio de corte na produção pela Opep, cujos membros se reúnem em 30 de novembro. Os papéis PN encerram com alta de 7,30% e os ON, com 5,12%.

Teria ainda tido influência nos negócios com Petrobras a notícia, publicada pela Folha, de que a empresa negocia a venda de uma participação nas áreas mais cobiçadas do pré-sal - próximas aos megacampos de Lula e Sapinhoá - para o grupo francês Total.

Já BB ON disparou 7,84% e liderou a lista de maiores altas. O Banco do Brasil anunciou uma reestruturação de sua operação, que inclui fechamento de 402 agências enquanto outras 379 serão transformadas em postos de atendimento ao longo do próximo ano. Além disso, o banco anunciou um plano de incentivo à aposentadoria com potencial de alcançar até 18 mil pessoas. Com isso, o BB prevê redução anual de R$ 750 milhões em despesas. Se todos os 18 mil funcionários aderirem, o custo para o banco seria de R$ 2,7 bilhões, diluídos em sete meses.

Em Nova York, os índices acionários também passaram a sessão em alta, o que colaborou para o comportamento positivo do mercado doméstico. Às 18h, o Dow Jones subia 0,38% e o S&P 500, 0,65%.


publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade