SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

População está mais miscigenada e mais velha, aponta Pnad

Para especialistas, o quadro crescente de envelhecimento reforça a ideia que, daqui a duas décadas, o país deve enfrentar uma fase irreversível de queda no número de habitantes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/11/2016 10:26 / atualizado em 25/11/2016 10:30

Rodolfo Costa

Paulo Pinto/ Fotos Públicas

O processo de envelhecimento da população continua. Em 2015, das cerca de 204,9 milhões de pessoas, 14,3% tinham 60 anos ou mais, ou seja, 29,3 milhões de pessoas. Junto ao grupo da população com idade entre 40 a 59 anos, estimadas em 25,4% do total, foram as únicas faixas etárias que apresentaram crescimento em relação ao ano anterior, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílios (Pnad) divulgados nesta sexta-feira (25/11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Em 2014, 25% da população tinha entre 40 a 59 anos. E a parcela com 60 anos ou mais era de 13,7%. Todas as outras seis faixas etárias apresentaram queda na parcela total da população. A proporção do grupo com idade entre 25 a 39 anos, por exemplo, recuou 23,3% do total da população, em 2014, para 23,1%, em 2015.

 

Fase irreversível

Para especialistas, isso reforça a ideia que, daqui a duas décadas, o país deve enfrentar uma fase irreversível de queda no número de habitantes. Com isso, reforça a preocupação do governo federal e de alguns analistas pela aprovação da reforma da Previdência.

 

O Brasil do futuro, segundo analistas, terá muito mais idosos do que hoje. E isso representará um desafio para o pagamento de aposentadorias e assistência médica. Em 2004, 9,7% das pessoas tinham 60 anos ou mais de idade. Em 2060, limite das projeções do IBGE, 26,8% da população terá 65 anos ou mais.

 

Miscigenação

Outro dado em destaque no estudo do IBGE mostra que as populações parda e branca praticamente se igualaram. Em 2015, a população era composta por 45,2% de pessoas de cor branca, 45,1% de pardos e 8,9% de pretos. A população branca vem diminuindo desde 2004, enquanto há um aumento dos demais grupos. A partir de 2006, a participação da população branca passou a ser inferior à das populações parda e preta em conjunto.

 

A composição da população segundo a cor ou raça entre as grandes regiões é bastante diferenciada. Enquanto 76,7% da população da região Sul declarou-se branca, estes percentuais foram 21,2% na Norte e 26,4% na Nordeste. Por outro lado, nestas regiões, a maioria se declarou parda, com 70,2% e 62,0%, respectivamente.

 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade