SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

OMC considera subsídios dos EUA à Boeing ilegais

Como empresas e regiões não podem integrar a OMC, a UE representa no contencioso a Airbus enquanto que o governo dos Estados Unidos assumiu a defesa da Boeing e do estado de Washington

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/11/2016 18:46


Genebra, Suíça
- Os subsídios do estado de Washington à Boeing são ilegais, declarou nesta segunda-feira a Organização Mundial de Comércio (OMC) em uma decisão que é uma vitória para a União Europeia (UE) e a Airbus.

A OMC disse que os subsídios do estado de Washington à produção de aeronaves Boeing 777X estão "proibidos" porque geram distorções comerciais.

O painel deu 90 dias de prazo a esse estado do oeste dos Estados Unidos para que retire essas ajudas à Boeing.

Leia mais notícias em Mundo


Como empresas e regiões não podem integrar a OMC, a UE representa no contencioso a Airbus enquanto que o governo dos Estados Unidos assumiu a defesa da Boeing e do estado de Washington.

A Boeing disse que espera que os Estados Unidos recorra da decisão desta segunda-feira.

A Airbus calcula que o estado de Washington deu à Boeing isenções fiscais de 8,7 bilhões de dólares no contexto de um plano que se estende até 2040.

A Boeing questiona esses números, e diz que recebe no máximo 1 bilhão de dólares.

A comissária de Comércio da UE, Cecilia Malmstrom, considerou que a decisão da OMC "é uma vitória importante" para a Europa e que agora espera que os Estados Unidos "respeitem as normas, acate a livre concorrência e retire sem demora esses subsídios"

Por France Presse
Tags: boeing eua omc

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade