SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Idade mínima da mulher na transição crescerá 1 ano a cada biênio

Em rápida entrevista ao chegar à Câmara, Maia afirmou também que a idade mínima para as trabalhadoras rurais será mantida em 60 anos, como comunicado por ele na terça

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/04/2017 10:41

Google.com/Reproducao da Internet
O relator da reforma da Previdência na Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA), afirmou que seu parecer, que será lido nesta quarta-feira (19/4), na comissão especial, terá uma alteração na regra de transição para mulheres. Segundo ele, a idade mínima inicial da transição começará em 53 anos e crescerá um ano a cada biênio. Na terça, a proposta dele previa que essa idade cresceria 11 meses a cada biênio.

Em rápida entrevista ao chegar à Câmara, Maia afirmou também que a idade mínima para as trabalhadoras rurais será mantida em 60 anos, como comunicado por ele na terça. Como mostrou o Broadcast (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado) na terça, a bancada feminina na Casa, composta por 55 deputadas, sendo 42 da base aliada, promete pressionar o governo para reduzir a idade mínima das trabalhadoras rurais. 

O relator previu ainda que seu parecer possivelmente será votado na próxima semana na comissão especial da Câmara. 

Após a leitura do relatório nesta quarta, Arthur Maia já espera que a oposição peça vistas do documento por duas sessões, o que inviabilizaria o início da discussão e votação do parecer nesta semana.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.