Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento está com inscrições abertas

O objetivo é estimular o debate prático e teórico sobre o desenvolvimento regional no Brasil, com a participação do poder público e da sociedade civil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/06/2017 12:09

O Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional está com inscrições abertas até o dia 31 de julho. A premiação, iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração (SDR/MI), contemplará com R$ 15 mil e R$ 10 mil os classificados em primeiro e segundo lugares em seis categorias. O objetivo é estimular o debate prático e teórico sobre o desenvolvimento regional no Brasil, com a participação do poder público e da sociedade civil, em busca de medidas concretas, conforme a Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), para a redução das desigualdades regionais e para o fortalecimento da coesão social, econômica, política e territorial do país.
 
 
Uma das novidades deste ano é a inclusão de categorias específicas para o Centro-Oeste (faixa de fronteira), Nordeste (semiárido) e Amazônia. No total, são seis categorias: Práticas Exitosas de Produção e Gestão Institucional; Projetos inovadores para Implantação no Território; Amazônia – Tecnologia e Inovações para o Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia (PRDA); Centro-Oeste – Desenvolvimento para a Faixa de Fronteira; Nordeste – Inovação e Sustentabilidade; e Produção do Conhecimento Acadêmico.
 
O Prêmio Celso Furtado é direcionado a pessoas vinculadas a instituições públicas, privadas, paraestatais, entidades de classe, agências, companhias e instituições da sociedade civil que incentivam o desenvolvimento regional, como organizações não governamentais (ONGs), organizações da sociedade civil de interesse público (OSCIPs), organizações sociais (OS), cooperativas, associações, fóruns, consórcios e conselhos. É permitida a participação de autônomos com atividades ligadas à temática.
 
Pesquisadores que têm ou já tiveram vínculo com instituição de ensino superior no país ou no exterior também podem participar do prêmio, desde que o trabalho seja executado e inscrito por brasileiro e o objeto de estudo se relacione a um tema ligado à problemática regional brasileira. As orientações sobre o público-alvo e as categorias estão no endereço http://www.mi.gov.br/web/premio-2016/regulamento).
As inscrições são pelo site do Ministério da Integração (http://mi.gov.br/premio). Outras informações pelo e-mail premiodesenvolvimento@integracao.gov.br, na página http://mi.gov.br/premio ou pelos telefones 61 2034-5673/5344. Nessa quarta edição de 2017, o prêmio homenageia o geógrafo Milton Santos, falecido em 2001. Suas teorias contribuíram para a compreensão do território nacional contemporâneo e do processo de urbanização da América Latina e do Brasil. Autor de dezenas de livros que marcaram o estudo geográfico no país, Milton Santos é reconhecido internacionalmente.


Histórico

O Ministério da Integração Nacional lançou o Prêmio Nacional de Desenvolvimento Regional, em 2010, homenageando o economista Celso Furtado, para estimular o processo de discussão e divulgação da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR). A partir da segunda edição, o nome do consagrado economista brasileiro foi incorporado permanentemente à denominação do Prêmio que passou a se chamar "Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional". Além de Celso Furtado, a premiação já homenageou os brasileiros Rômulo de Almeida e Armando Dias Mendes, pela importância deles como responsáveis pela condução do processo de reconhecimento político, social e econômico da questão regional brasileira e de inserção do tema na agenda de governo e no centro do debate nacional, a partir da década de 1950.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.