Audiência pública na Câmara discute privatização da Infraero

Um dos diretores da estatal afirmou que a Infraero tem um "plano consistente" para garantir a continuidade no serviço

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/07/2017 16:10 / atualizado em 13/07/2017 16:44

Reprodução/YouTube/TV Câmara
 
A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados realiza, desde as 14h desta quinta-feira (13/7), audiência pública sobre a privatização da Infraero. Participaram os deputados Erika Kokay (PT-DF) e Orlando Silva (PCdoB-SP), representantes e funcionários da empresa pública.

Segundo o Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), desde 2011 os aeroportos cedidos à iniciativa privada perderam eficiência, os preços das tarifas aumentaram e os maiores aeroportos concedidos são os que mais recebem recursos do fundo Nacional de Aviação Civil.
 

Para o diretor de Gestão Estratégica e Serviços da Infraero, Marx Martins, a empresa está próxima de se tornar uma estatal dependente. No entanto, ele ressalta que a Infraero tem um plano, "feito a quatro mãos por todos os empregados e diretorias", para garantir a permanência da empresa no serviço. Segundo ele, o plano já foi discutido com o governo e o objetivo é manter a estatal com controle total da rede de aeroportos.

A deputada Érika Kokay declarou que pretende elaborar, na volta do recesso parlamentar, em agosto, um requerimento para a convocação do ministro de Transportes, Portos e Aviação Civil Maurício Lessa para a comissão para "discorrer sobre as intenções do governo" em relação à Infraero. O pedido de Kokay foi aplaudido por participantes da audiência. A petista argumentou que, se outros aeroportos grandes e lucrativos foram concedidos à iniciativa privada, a Infraero ficaria inviabilizada. 

Alex Fabiano da Costa, presidente da Associação Nacional dos Empregados da Infraero (ANEI), lembrou que a Polícia Federal precisa investigar os "R$ 3 milhões no de superfaturamento da concessão dos aeroportos".
 
* Estagiária sob supervisão de Anderson Costolli
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.