Temer manda BNDES comprar estatal de saneamento do Rio por R$ 3 bilhões

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social vai preparar a Cedae para ser privatizada. Se o preço obtido na venda for maior que o desembolso, a diferença será repassada ao Estado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/07/2017 11:44 / atualizado em 19/07/2017 12:02

Para ajudar o Rio de Janeiro, o presidente Michel Temer determinou que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) compre a estatal de água e saneamento, a Cedae, por R$ 3 bilhões.

 

O objetivo é o banco de fomento preparar a companhia para ser privatizada. Se o preço da venda for maior que o desembolso do BNDES, a diferença será repassada ao Estado, que está com as contas públicas em frangalhos.

 

A proposta foi feita pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ao presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, há mais de um mês. Mas só foi fechada agora com a interferência do presidente Temer.

 

Com os R$ 3 bilhões da operação, o Rio poderá pagar a contrapartida exigida para a assinatura de acordo entre os governos federal e estadual para reestruturação fiscal do Estado, com o congelamento da dívida por três anos.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.