Meirelles: preocupação de investidor é aprovação da reforma da Previdência

O ministro ainda disse que, apesar do aumento dos impostos de combustíveis, haverá impacto sobre a inflação em 2017

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/07/2017 19:59

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta segunda-feira (24/7) após conversas com investidores clientes da XP Investimentos, na sede da empresa em São Paulo, que as principais preocupações dos investidores é com a aprovação da reforma da Previdência. "A preocupação é mais no sentido de ter um posicionamento, de até que ponto isso é viável e que de fato haja uma votação a tempo de andarmos no cronograma", disse.
 

Depois, disse o ministro, a preocupação é com o cronograma das reformas microeconômicas, como cadastro positivo, duplicata eletrônica e lei de recuperação judicial. "Falamos longamente sobre isso porque essa é a agenda de produtividade importante para o País", afirmou Meirelles. 

Ele disse que houve um consenso de que a economia está em recuperação e que agora a questão é como consolidar a agenda de reformas visando a trajetória de crescimento sustentável para os próximos anos.

Meirelles disse que durante a conversa não surgiu a preocupação dos grandes gestores de fundos com a inflação depois do aumento dos impostos incidentes sobre os preços dos combustíveis. 

Para o ministro haverá sim algum impacto sobre a inflação em 2017 que, a despeito do aumento dos combustíveis, "ficará substancialmente abaixo do centro da meta". "O próprio Focus nos trouxe uma inflação em torno de 3,40%", Note bem, a meta é 4,5%. Então existe um espaço importante", disse.

Ainda sobre a questão do aumento de impostos sobre os combustíveis anunciado na semana passada, o ministro disse que a sociedade está consciente de que é preciso consolidar o ajuste fiscal.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.