Temer diz que queda no desemprego, com criação de vagas, é boa notícia

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que indica ainda que o país tem 13,3 milhões de desempregados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/09/2017 09:14

Isac Nobrega/PR
Em vídeo publicado no Twitter, o presidente Michel Temer disse hoje (1º/9) que a queda no desemprego, divulgada ontem (31/8), é “uma boa notícia”. Influenciada pelo aumento da informalidade no mercado de trabalho, a taxa de desemprego no país caiu 0,8 ponto percentual, em relação ao trimestre encerrado em abril, e fechou o período maio a julho deste ano em 12,8%.

“Uma das boas notícias diz respeito ao desemprego. Há grande preocupação dos trabalhadores brasileiros com o desemprego no nosso país. Mas, nesses 90 dias, conseguimos 720 mil vagas. Portanto, diminuiu o desemprego em 720 mil vagas”, afirmou Temer, em sua conta na rede social.

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que indica ainda que o país tem 13,3 milhões de desempregados.

No trimestre imediatamente anterior, encerrado em abril, a taxa de desemprego havia sido de 13,6%. Na comparação com o mesmo trimestre móvel do ano anterior, houve alta de 1,2 ponto percentual na desocupação.

Os dados representam queda de 5,1% no desemprego frente ao trimestre anterior (menos 721 mil pessoas). Mas, em relação ao mesmo trimestre de 2016, o desemprego cresceu 12,5% (mais 1,5 milhão de pessoas).

Viagem à China


Temer, que faz visita de Estado à China e vai participar da 9ª Cúpula do Brics (grupo que reúne o Brasil, a Rússia, Índia, China e África do Sul), voltou a comentar as reuniões que teve com grandes empresários chineses pouco depois de chegar ontem ao país asiático.

“Os empresários anunciaram novos investimos no Brasil. Ou seja, há grande entusiasmo com a economia brasileira. De um lado, o combate ao desemprego. De outro lado, as aplicações vultosas de todos os empresários estrangeiros que querem investir no Brasil, portanto, dando sequência ao combate ao desemprego que tem sido o norte, o caminho, o objetivo do nosso governo”, afirmou.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Marcus
Marcus - 01 de Setembro às 10:33
Uma vergonha,ter criminosos com representantes no governo.Isso denigre a imagem do país,já mal vista.